O que antecedeu o Big Bang?

O Universo Material pulsa entre criação, desenvolvimento e retorno à fase inicial.

O Big Bang representa a condensação da energia em matéria. Este Universo provavelmente voltará a ser energia novamente, sendo assim a incessante Criação. Nós não temos condições de saber, exactamente, o que aconteceu há vinte mil milhões de anos atrás, mas, provavelmente, o início de um Universo representa o fim de Outro.

Grande parte da comunidade científica tem como dado garantido que o universo vem, e nós mesmos viemos, de uma explosão designada por “Big Bang”, ocorrida há cerca de 16 mil milhões de anos.  

Em 1965 dois americanos da Bell Telephone Laboratories de New Jersey, Arno Penzias e Robert Wilson construíram um aparelho ultra sensível de micro-ondas. Ao testarem o aparelho constataram que nele havia um ruído que não conseguiam eliminar. O ruído vinha uniformemente de todas as partes do universo, numa frequência baixíssima. Posta esta descoberta surgiu uma grande questão: qual seria a origem deste ruído cósmico de fundo?

Estes investigadores e outros astrofísicos constataram que seria o “eco” da grande explosão e o derradeiro resto da irradiação inicial, tomando como referência as galáxias mais distantes que se estão a afastar de nós a uma grande velocidade e cuja radiação vermelha está agora a chegar até nós. Desta feita foi concluído que tal facto teria ocorrido há cerca de 16 mil milhões de anos atrás. Por este motivo, Penzias e Wilson ganharam o prémio Nobel da Física em 1978.

Apesar da nossa idade ser datada com a criação material do Universo, esotericamente considera-se que a mesma não é a do nascimento do universo, mas seria mais rigoroso se considerassemos também o momento em que Todos estivemos potencialmente juntos com Todos os Seres do Universo.

Os cosmólogos sugerem-nos que antes do “Big Bang” havia o Vácuo Quântico, o estado de energia de fundo do Universo que originou a criação e tudo o que hoje existe.

A condensação de tudo o que existe, é aquela partícula que primeiro se inflacionou quando ganhou consciência e se transformou em matéria. Só depois é que explodiu (Big Bang) dando origem a tudo o que existe, e assim é o ciclo da nossa existência, eternamente repetida.

O Vácuo Quântico, última realidade atingida pela microfísica, é ainda uma realidade discernível, estima-se que seja “o antes do “Big Bang””. Porém o que havia antes do Vácuo Quântico?

Ainda não temos tecnologia nem nos autoconhecemos para o saber, contudo teremos a resposta dentro de nós próprios, já que o universo é fractal, sendo o macrocosmos reflectido no microcosmos.

Os nossos corpos representam microcósmicamente o Universo, desta forma poderemos conhecer a própria realidade universal. 1º temos que, antes de mais nada, recuperar a nossa memória sobre a Identidade Divina e Cósmica que cada Ser possui, através de projecções astrais e da meditação. Sem isso a nossa etapa evolutiva não estará completa e não poderemos comprometer-nos com a novas etapas evolutivas do despertar da consciência que necessitamos para as novas realidades dimensionais que teremos pela frente.

À medida que a nossa consciência aumenta, caminhamos na direcção das Dimensões Superiores e ficamos com o corpo físico mais subtil e o nosso potencial energético aumenta. E sem nos aperceber, estaremos a vibrar noutra realidade, onde a nossa Alma já vibra e sempre vibrou, a questão é que essa nossa percepção sobre essas realidades não está à flor da pele, mas no nosso interior, que deve ser trabalhada e amadurecida através do autoconhecimento para atingirmos a conexão perfeita entre a nossa fonte pessoal e a do Nosso Ser Criador que evidentemente está numa Dimensão Superior à 3ºDimensão, à qual pretencemos actualmente.

É impossível provar esta tese, graças ao nosso subdesenvolvimento mental, espiritual, científico e tecnológico, hoje só podemos dizer concreta e honradamente, que antes do Vácuo Quântico havia algo Misterioso.

Todavia se pensarmos que na primeira e última análise “Todos Somos Um”, os nomes que atribuímos Àqueles que chamamos Deus, Tao, Jeová ou qualquer outra Entidade Divina, na realidade, referimo-nos a nós próprios, são os nossos Seres Criadores de Dimensões Superiores, que por sua vez têm os seus Seres Criadores Superiores noutras Dimensões ainda Superiores às suas. E assim é, até à última Dimensão onde seremos Todos o mesmo, ou seja, Energia.

  1. Esquila
    Dezembro 1, 2009 às 18:43

    Gostei bastante de ler o teu trabalho.
    Não sei se alguma vez iremos saber o que se passou antes do Big Bang, ou mesmo, quem o originou. Uma coisa é certa, nós existimos desde o 1º momento e haveremos, sempre, de existir. Esta é a minha versão de eternidade. Somos eternos na nossa parte física, pois os átomos que nos vão constituindo são reciclados e passam a fazer parte de outras substâncias e organismos. Se pensarmos bem, a matéria que nos constituía, por exemplo há um ano atrás, já não existe e foi substituída por outra, à excepção dos nossos neurónios. Com a energia que existe em nós (e atenção que os próprios átomos também são energia) passa-se a mesma situação, ela existe desde sempre, no universo. Afinal, concordo contigo, quando dizes que “seremos Todos o mesmo, ou seja, Energia”. Simplesmente, existe individualidade e desnvolvimento diferente, em cada um de nós, pois isso deriva das diferentes vivências de cada um de nós.
    Por exemplo, se pensarmos nos gémeos verdadeiros, eles formaram-se a partir da mesma célula (ovo) que passados uns dias se divide em duas partes, mas com o mesmo código genético, obviamente. Perante esta situação, poderíamos esperar que essas duas pessoas fossem iguais, não só fisicamente (aspecto exterior), mas também interiormente, e isso não acontece, pois cada uma é uma pessoa diferente da outra, devido às diferentes vivências.
    Penso que o mesmo se passa, relativamente à 1ª partícula existente antes do Big Bang e que originou toda a diversidade no universo.
    Não me alongo mais, mas isto dava para estar aqui horas a fio.

    • Krípton
      Dezembro 1, 2009 às 19:45

      Concordo parcialmente com tudo o que escreveu Esquila, apenas divergimos com o ínicio do seu texto. “Não sei se alguma vez iremos saber o que se passou antes do Big Bang, ou mesmo, quem o originou”

      Creio que mais tarde ou mais cedo, seguramente nas nossas seguintes vidas noutras Dimensões Superiores, repito, mais trade ou mais cedo, conheceremos o Universo e os Deuses, conheceremos a NOSSA história desde o ínicio até ao fim.

      É tudo uma questão de Tempo ao longo da Eternidade…

  2. Esquila
    Dezembro 1, 2009 às 21:25

    Se essa possibilidade, realmente, vier a existir, então tudo se tornará mais fácil, 1º porque passamos a observar o facto do lado de fora, ou por cima, e não por dentro, que é onde estamos, agora. 2º, nessa altura, imagino que as nossas potencialidades mentais e não sei que mais serão muitíssimo superiores.
    Não domino esses assuntos mais esotéricos, mas estou a aprender a compreender o que poderá existir para além daquilo que é perceptível pelos nossos sentidos.

  3. Ruan
    Maio 13, 2010 às 22:53

    legal

  4. Ruan
    Maio 13, 2010 às 22:54

    esse texto é um lixo

  5. Ruan
    Maio 13, 2010 às 22:54

    esse texto é ua putaria

  6. Claudia
    Outubro 9, 2010 às 10:15

    gostei muito esta super interessante

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: