Almas Gémeas

O Universo baseia-se no equilíbrio, e sendo nós parte integrante do mesmo, evidentemente também procuraremos restabelecer o nosso equilíbrio psíquico, emocional, espiritual e físico, procuramos o equilíbrio em todos os nosso actos, sejam conscientes ou inconscientes.

Existe uma razão espiritual para a nossa existência neste espaço e neste tempo, a razão é procurarmos o nosso equilíbrio no universo, sermos felizes encontrando a nossa alma gémea.

Muito se tem divagado sobre a existência de almas gémeas. Uns acreditam outros consideram-na pura lamechice, outros ainda, insanidade. Mas existindo ou não, a grande verdade da procura da alma gémea não passa da busca da nossa essência/felicidade, e nem os cépticos conseguem fugir a esta realidade, sendo humanos, a razão pela qual estamos cá, passa por nos encontrarmos, auto-conhecermo-nos, procurando a nossa essência/felicidade.

Mitologicamente, consta que nós e a nossa alma gémea somos um só, mas os Deuses separaram-nos por termos desafiado as leis da vida, da essência, da consciência, da criação, da existência… Então os Deuses furiosos, para nos castigar deste tremendo abuso, separam a sua criação (NÓS), e desta separação surgiram o Homem e a Mulher. Assim, consegue-se perceber a força espontânea e inexplicável da Lei da Atracção de um sexo pelo outro, porque se de facto outrora fomos um, é natural que existam forças de atracção. O que nos afasta das nossas alma gémea são precisamente os nossos karmas, os nossos ego, os nossos comportamentos incorrectos ao longo da nossa existência.

A Homossexualidade é a manifestação do karma, isto, por ser demasiado penoso para qualquer Ser bio-psico-socio-cultural (como são todos os Seres Humanos) a condenação social de uma relação amorosa com a pessoa de quem gostam, só porque a sociedade não a vê com bons olhos. É realmente uma penitência demasiadamente sofredora para ser fruto do acaso.

Contudo não colocando em causa o humanismo, a dignidade nem a honra de quem o é, temos que ver, que de acordo com as crenças espirituais é algo anti-natura.

 Apesar da Homossexualidade ser considerada espiritualmente anti-natura, por ir contra a natureza humana (contra as Leis da Natureza), não é mais do que a manifestação fisica do ego, e creio, sinceramente, que seja uma verdadeira penitência karmica.

A Gnose explica-nos que os excessos de egos, sem o processo de morte psicológica, que não é mais do que a eliminação dos mesmos, afastam-nos da nossa essência, do nosso verdadeiro eu, e consequentemente da nossa (popularmente conhecida) alma gémea. Paralelamente se formos eliminando os nossos egos, os nossos karma diminuirão e só através de melhores comportamentos e respectivos darmas é que nos aproximaremos da nossa alma gémea, da nossa outra metade, do nosso outro eu, da nossa verdadeira essência!

Contudo politizando uma temática que esteve na ordem do semana, 1º porque a legislação do casamento homossexual foi bandeira na campanha eleitoral do PS nestas últimas legislativas, 2º porque, esta semana, a temática do casamento homossexual foi discutida pelo Concelho de Ministros e será levada à Assembleia da República, e finalmente, 3º, a Plataforma Cidadania e Casamento, promotora da petição contra o casamento homossexual, anunciou, hoje, já ter recolhido as 75 mil assinaturas necessárias para serem entregues ao Presidente da Assembleia da República e com isto promover a convocação de um referendo sobre esta temática, contudo temos que tentar ver que, apesar dos homossexuais serem “egoicos” e de estarem em penitência karmica, são seres humanos, e de facto deve-lhes ser facultado direitos e igualdade de tratamento pelo Estado prerante as leis, e apesar de a considerar karmica e anti-natura, julgo que existem valores que falam mais alto neste Planeta Karmico tridimensional, entre eles o livre arbítrio e a liberdade de cada um.

Para concluir, levanto uma questão, será que duas pessoas do mesmo sexo podem ser as almas gémeas uma da outra?

  1. Esquila
    Dezembro 21, 2009 às 21:16

    Krípton
    Este artigo está estupendo! Parabéns!
    É um assunto que merecia um debate, se isso fosse possível. Muito interessante!
    A minha cabeça está a “mil”, com montes de ideias em efevescência. Vou, com certeza, precisar de arrumar todas as ideias que suscitou a leitura deste artigo.
    Isto, tb, tem a ver com o tal “nosso equilíbrio no universo”.

  2. Krípton
    Dezembro 23, 2009 às 17:35

    Obrigado Esquila… depois de ler este tão elogioso comentário só posso agradecer!
    Julgo que deveríamos promover uma conferência/debate para obrigar as pessoas a pensar…
    Mas antes disso, quero ver no que vai dar, se é referendado ou não.

  3. Mzinha
    Maio 22, 2015 às 20:53

    olá
    eu amo um rapaz, e ele é gay, ele diz me amar também
    já fomos casados por 6 meses até eu descobrir que ele me traia com homens e muitos homens, nos separamos.
    sinto falta dele, sofro com a falta dele, mas não aceito ser traída
    não tínhamos uma relação muito ativa, era uma vez por semana e olha lá mesmo morando sobre o mesmo teto, mas na rua ele transava com todo mundo.
    Não sei se ele é minha alma gêmea.
    não entendo o amor que eu sinto por ele, mas não consigo perdoa as traições e não conseguiria viver sabendo que ele saia para se satisfazer sexualmente na rua.
    não sei o que fazer, vivo uma contante tristeza por esta longe dele.

  4. eric
    Maio 2, 2016 às 19:54

    Sim. Podem ser sim. Existem erros quanto a interpretação. Mas podem ser aim

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: