Início > (In)Justiça, Censura, Ciências da Saúde, Corrupção, Criminalidade, Política, Religião, Vaticano, Jesuítas, Legatus, Opus Dei > “Igreja tem lidado muito mal com casos de pedofilia”, diz Padre Mário de Oliveira

“Igreja tem lidado muito mal com casos de pedofilia”, diz Padre Mário de Oliveira

07-04-2010
Alice Barcellos, Sapo Notícias

http://noticias.sapo.pt/info/artigo/1057124.html

“A Igreja não está a ter uma boa resposta aos escândalos de pedofilia que envolvem padres católicos”. A afirmação foi feita ao SAPO pelo Padre Mário de Oliveira, autor do livro “Fátima Nunca Mais” e de outras obras que questionam o clero enquanto instituição.

A Igreja tentou “esconder e abafar” as notícias de abusos sexuais a crianças e adolescentes por padres, apontou Mário de Oliveira, realçando ainda que o Vaticano devia “agradecer” à comunicação social pela divulgação dos casos de pedofilia e não criticar como tem feito.

Mário de Oliveira condena a falta de envolvimento da Igreja enquanto instituição no julgamento dos “padres faltosos”. Para este presbítero, os padres hoje acusados são também vítimas da própria formação eclesiástica que receberam, “que os educou para serem funcionários do religioso e não para terem uma relação harmoniosa consigo próprios e com os demais”, completou o Padre.

Casos mais próximos do Vaticano causam silêncio do Papa

Há dois anos atrás Bento XVI viajou aos Estados Unidos para condenar publicamente os abusos sexuais a menores cometidos por padres norte-americanos. Com novos casos a surgir nos EUA mas também em países europeus como Alemanha e Áustria, o Papa tem adoptado uma postura “contrária”, notou o Padre Mário de Oliveira.

“Por estarem mais perto de Roma” estes casos podem “preocupar mais” Bento XVI, supõe Mário de Oliveira, adiantando também a possibilidade de o sumo pontífice conhecer mais casos “que envolvam membros do clero de grande visibilidade”.

Os nomes de Bento XVI e do cardeal Tarcisio Bertone, número dois do Vaticano, já apareceram nas notícias de jornais como o norte-americano The New York Times ou o semanário alemão Die Zeit. Documentos divulgados apontam para tentativas de encobrir e travar a divulgação de escândalos de pedofilia. O cardeal Bertone negou nesta terça-feira tais factos.

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: