Início > Geral > Reflexões Teosóficas / Gnósticas – Os Poemas, a Física Quântica e o Autoconhecimento

Reflexões Teosóficas / Gnósticas – Os Poemas, a Física Quântica e o Autoconhecimento

Os poemas aparentemente poderão parecer possuir vários significados, pois cada um os interpreta à sua maneira. Mas o fundamental é senti-los para assim assimilarmos o seu verdadeiro significado uno, aquele que o escritor/poeta iniciado lhe quis realmente dar. Pois nem tudo é visível e perceptível aqueles que são cegos à Consciência, ou seja os que são demasiado apegados ao materialismo e não concebem nada a não ser a imagem literal do observam, nem sequer concebendo múltiplas interpretações para determinado assunto ou situação.

Devemos portanto ler, perceber e assimilar, posteriormente e o que mais difícil é de conseguir, devemos praticar internamente os ensinamentos (re)velados, pois a prática é o caminho principal para o autoconhecimento e subsequente desenvolvimento conscientivo individual, visando transmutar os Egos / Pecados em Virtudes, para evoluir e saltar fora da Roda do Samsara e das recorrentes reencarnações no mundo tridimensional deste planeta Terra (Urantia).

Sendo que a definição de Matéria, para o Esoterismo Iniciático e para a actual Física Quântica, Energia dotada de Consciência. Podemos descrever como Saltos Quânticos internos humanos, quando sentimos chispas de consciência, clarividência, intuição, sexto-sentido, sendo essas sensações fruto do SENTIR, por momentos passamos a bloquear o Ego / Personalidade, vislumbrando a Existência como ela efectivamente é e não como ela é deturpada pela Personalidade.

À medida o ser humano neste plano existencial desenvolve consciência, vai eliminando os Egos, quebrando a sua personalidade egóica e materialista, perdendo de forma gradual o seu cepticismo caracteistico do materialismo social e cientifico canónico, esta evolução conscientiva faz com que o homem abandone os dogmas e a religião, passando a conceber a Verdade Una.

«Os cientistas materialistas actuais, são ignorantes ilustrados.» Samael Aun Weor / Victor Manuel Gómez Rodríguez (1917 – 1977)

«Toda a verdade passa por três estágios. Primeiro, é ridicularizada. Segundo, é violentamente atacada. Terceiro, é aceite como sendo auto-evidente.» Arthur Schopenhauer (1788 – 1860)

Advertisements
Categorias:Geral
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: