Início > Geral > Turquia: Comissão Europeia saúda aprovação da revisão constitucional

Turquia: Comissão Europeia saúda aprovação da revisão constitucional

Em 12/09/2010, por Lusa.

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/11509207.html

A Comissão Europeia saudou hoje a aprovação, por referendo, na Turquia da revisão constitucional considerando que “constitui um passo na direção certa”, mas avisou que irá acompanhar de perto a sua aplicação.

O resultado do referendo “demonstra o empenho dos cidadãos turcos nas reformas pelo crescimento dos seus direitos e liberdades”, referiu o comissário para o Alargamento da União Europeia, Stefan Füle.

É um passo na direção certa “nos esforços da Turquia para cumprir os critérios necessários à adesão” da União Europeia, salientou Stefan Füle num comunicado hoje divulgado.


Categorias:Geral
  1. aziomanoris
    Setembro 13, 2010 às 6:16

    O garante da democracia laica Turca pós Ataturk sempre se deveu aos militares, que derrubaram muitos governos corruptos desde então. O problema é que os actuais governantes turcos islamitas são controlados pelo Cube Bilderberg e o seu intuito é o da Turquia entrar para a EU, coisa que para a maioria dos turcos será prejudicial a vários níveis, basta ver o que estamos a sofrer nós agora em Portugal com os resultados das PECs e PACs. A Turquia é um país praticamente auto-suficiente no que toca a agricultura e pescas e é o país que mais cresce na UE economicamente ao ano, é a par do Brasil uma das novas economias emergentes após o desaceleramento da China, India e Federação Russa, logo a entrada da Turquia para a EU é muito melhor e mais vantajosa para a UE do que para a Turquia. Para além disso a Turquia é uma ponte para o mundo árabe a nível de negócios e a entrar para a UE já o devia ter conseguido há muito tempo e não agora. Eu se fosse turco não quereria entrar para a UE e como português considero que Portugal nunca devia ter entrado e devia é sair unilateralmente. Pois agora que a mama está a acabar, vamos começar a apagar a peso de ouro o que nos emprestaram mais os inerentes grotescos juros.

    É grave limitar o poder judicial, mas a diferença entre o fazer ou não na prática não é grande, uma vez que os juízes e o ministério público, bem como advogados e policias estão na mão da Maçonaria politizada (não são todos óbvio, mas uma grande parte, está e a que não está, é pressionada e/ou chantageada e isto ocorre por todo o mundo, tanto ocidental como oriental, não só em Portugal onde sem dúvida é de forma descarada).

    Conheço muito bem a realidade turca, o seu territórios e as suas especificidades enquanto país de grande dimensão e “melting pot” cultural, o grosso da população turca das grandes cidades: Istanbul, Ankara e Izmir são muito mais próximos à Europa do que ao mundo Islâmico e tal deve-se a Ataturk, principalmente os jovens que ou não têm religião ou são muçulmanos não praticantes, como a grande maioria dos jovens portugueses é arreligiosa ou católica não praticante, Istanbul é das cidades mais cosmopolitas da Europa em tudo e para ambos os sexos. O grande problema foi a Europa virar as costas a uma Turquia laica tanto tempo e ir adidando sucessivamente a sua entrada na podre UE, o que causou com a chegada dos Islamitas ao poder um crescer das hostes islamitas no país, devemos isso principalmente à França e Alemanha e a figuras de relevo como Giscard D’estaing.

  2. Setembro 27, 2010 às 21:23

    yeah my dad will like this

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: