Início > Geral > Wikileaks: Austrália teme guerra nuclear se Israel atacar Irão

Wikileaks: Austrália teme guerra nuclear se Israel atacar Irão

Os serviços de inteligência da Austrália temem que Israel esteja a preparar um ataque para acabar com as instalações nucleares do Irão e, dessa forma, provocar uma guerra nuclear, segundo documentos divulgados hoje pelo Wikileaks. A Austrália transmitiu essa preocupação aos Estados Unidos e salientou que não queria ser obrigada a envolver-se num conflito, de acordo com telegramas diplomáticos norte-americanos publicados pelo jornal australiano Sydney Morning Herald.

Canberra também vê as ambições nucleares de Teerão como uma estratégia para dissuadir as ameaças estrangeiras e não acredita que o país seja um «Estado fracassado».

«É um erro pensar o Irão como um Estado pária», disse o então chefe da ONA (Escritório Nacional de Avaliações), Peter Varghese, aos EUA num relatório.

O Wikileaks já revelou que vários países árabes, entre os quais a Arábia Saudita, pediram aos EUA para destruir o programa atómico do Irão antes que o país conseguisse a bomba, objectivo negado por Teerão.Os EUA, de acordo com os mesmos telegramas, consideram que Teerão já obteve mísseis norte-coreanos avançados que lhe permitiriam atacar capitais europeias e desenvolve projécteis de maior alcance.

 

Sempre atento:

Observer!

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=10&id_news=483304

Wikileaks:Austrália teme guerra nuclear se Israel atacar Irão

13-12-2010, em Diário Digital.
Os serviços de inteligência da Austrália temem que Israel esteja a preparar um ataque para acabar com as instalações nucleares do Irão e, dessa forma, provocar uma guerra nuclear, segundo documentos divulgados hoje pelo Wikileaks.

A Austrália transmitiu essa preocupação aos Estados Unidos e salientou que não queria ser obrigada a envolver-se num conflito, de acordo com telegramas diplomáticos norte-americanos publicados pelo jornal australiano Sydney Morning Herald.

Canberra também vê as ambições nucleares de Teerão como uma estratégia para dissuadir as ameaças estrangeiras e não acredita que o país seja um «Estado fracassado».

«É um erro pensar o Irão como um Estado pária», disse o então chefe da ONA (Escritório Nacional de Avaliações), Peter Varghese, aos EUA num relatório.

O Wikileaks já revelou que vários países árabes, entre os quais a Arábia Saudita, pediram aos EUA para destruir o programa atómico do Irão antes que o país conseguisse a bomba, objectivo negado por Teerão.

Os EUA, de acordo com os mesmos telegramas, consideram que Teerão já obteve mísseis norte-coreanos avançados que lhe permitiriam atacar capitais europeias e desenvolve projécteis de maior alcance.

Anúncios
Categorias:Geral
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: