Início > Geral > Moscovo: explosão em aeroporto faz pelo menos 35 mortos

Moscovo: explosão em aeroporto faz pelo menos 35 mortos

Há ainda 170 de feridos, 35 deles em estado crítico. Rebentamento terá sido causado por um bombista suicida

Subiu para 35 o número de mortos provocados por uma explosão no aeroporto de Domodedovo, em Moscovo. Esta última actualização foi feita por um porta-voz aeroportuário. Por sua vez, o ministério das Emergências indicou, citado pela agência Interfax, que os feridos contados são agora 170. Destes, 76 estão no hospital e outros 94 receberam tratamento no local. Antes havia sido indicado que 35 dos feridos estavam em estado crítico.
O balanço oficial anterior apontava para pelo menos 31 vítimas mortais e 130 feridos.

As autoridades descreveram este como um acto «terrorista». A agência Interfax refere que o rebentamento terá sido causado por um bombista suicida. Contudo, este ainda nenhum grupo reivindicou este ataque.

De acordo com o site da televisão «Russia Today», o aeroporto da capital russa foi evacuado. É ainda referido que a explosão ocorreu na zona de bagagens.

A agência Itar-Tass indica que o rebentamento ocorreu na zona de chegadas internacionais. Foram mobilizadas dezenas de ambulâncias para socorrer as vítimas.

A televisão russa está a avançar que os voos que se destinavam a Domodedovo estão a ser encaminhados para outros aeroportos moscovitas.

O aeroporto de Domodedovo é o mais movimentado dos três que servem Moscovo e ponto de entrada de muitos turistas estrangeiros. Fica situado a cerca de 40 quilómetros a sudeste do centro da capital russa.

Este atentado colocou em alerta a cidade, com receio de que possa haver mais ataques.

O presidente russo, Dmitri Medvedev, já disse que os responsáveis por este ataque irão ser encontrados e punidos.

«A segurança vai ser reforçada nos grandes centros de transportes», disse o chefe de Estado através da sua conta na rede social Twitter, dizendo que o governo russo está de «luto» pelas vítimas do ataque.

O Kremlin anunciou que Medvedev decidiu adiar a viagem para o Fórum Económico Mundial, em Davos, na Suíça.

O último grande ataque terrorista na capital russa ocorreu em Março de 2010, quando duas bombistas suicidas, originárias da conturbada região do Daguestão, se fizeram explodir no metropolitano, matando 40 pessoas.

http://www.tvi24.iol.pt/internacional/exposao-moscovo-russia-explosao-rebentamento/1228181-4073.html

Sempre atento:

Observer!

Anúncios
Categorias:Geral
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: