Início > Geral > Deolinda – Parva que Sou, Coliseu do Porto. Assim damos a volta a isto!

Deolinda – Parva que Sou, Coliseu do Porto. Assim damos a volta a isto!

“Parva que sou” – Deolinda
Música e letra: Pedro da Silva Martins

Sou da geração sem-remuneração
e nem me incomoda esta condição…
Que parva que eu sou…

Porque isto está mau e vai continuar
já é uma sorte eu poder estagiar
Que parva que eu sou….

e fico a pensar
que mundo tão parvo
onde para ser escravo
é preciso estudar…

Sou da geração casinha-dos-pais
Se já tenho tudo, pra quê querer mais?
Que parva que eu sou…

Filhos, marido, estou sempre a adiar
e ainda me falta o carro pagar
Que parva que eu sou…

e fico a pensar
que mundo tão parvo
onde para ser escravo
é preciso estudar…

Sou da geração vou-queixar-me-pra-quê?
Há alguém bem pior do que eu na TV
Que parva que eu sou…

Sou da geração eu já não posso mais

Que esta situação d­ura há tempo de mais!
e parva eu não sou!!!

e fico a pensar
que mundo tão parvo
onde para ser escravo
é preciso estudar…

Categorias:Geral
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: