Início > Geral > Manifestação Geração À Rasca dia 12-03-2011 em Lisboa e a palhaçada da manipulação dos média!

Manifestação Geração À Rasca dia 12-03-2011 em Lisboa e a palhaçada da manipulação dos média!

Por João Lino Santos em 13-03-2011.


.

É de salutar o inconformismo saliente na ida à rua de largos milhares de portugueses nas várias cidades onde houve manifestações. Bem-haja a todos os presentes!

Agora, deixe-se de lado a hipocrisia e a estupidez do politicamente correcto, na manifestação em Lisboa onde estive, não estiveram como a organização diz 300 mil pessoas, pois a organização foi dúbia e se havia algo, era a falta de desta e para mais havia três grupos organizadores. Esta manifestação de organizado não teve nada a não ser pessoas a marchar para baixo e para cima entre o Marquês de Pombal e o Rossio. E neste trajecto completamente cheio com pessoas sempre a descer na moldura humana progressiva, com algumas chegadas ao Rossio a irem para as várias ruas da Baixa e Martim Moniz e outras a subirem para o Chiado, pelo menos das 15 até às 17, é óbvio que em todos estes metros quadrados havia não 300 mil pessoas, mas certamente mais de um milhão.

Qualquer pessoa minimamente honesta viu que estavam à vontade em Lisboa, mais de 1 milhão de pessoas e no Porto bem mais de 80 mil! Têm dúvidas que foi por esse motivo que não houve cobertura aérea de helicópteros noticiosos? Esteve lá um mas nos média não saíu uma única foto aérea! Ou seja não houve cobertura, foi só para inglês ver e dizerem que estavam lá!

Eu não! Precisamente para não se ver a dimensão da massa humana. Devia haver manifestações destas todas as semanas até os políticos serem obrigados a FAZER UMA NOVA CONSTITUIÇÃO! Nova Constituição / 4ª República esta, que contemple candidaturas à Assembleia da República, provenientes dos movimentos cívicos e de cidadãos independentes apartidários. Pois certamente deputados independentes ou dos partidos pequenos extra parlamento (cilindrados pela lei de financiamento partidário, propositadamente para nunca chegarem ao parlamento) trabalharão mais que os TACHUDOS de PS, PSD, CDS, CDU e BE. Pois PS e PSD como bloco central internacionalista (des)governam em prol da UE diminuindo ainda mais o poder de compra e o Índice de Qualidade de Vida dos portugueses, visando criar uma massa amorfa massacrada economicamente. CDS quer ser governo para poder distribuir uns tachos, apesar de ser estranho e de salutar que seja o partido que faz a política mais à esquerda do ponto de vista social, quando o partido mais preocupado com a vertente social (seja uma preocupação real ou populista) é o partido da direita conservadora, temos aqui explicitado que as ideologias são uma falácia, são armas do sistema criadas por uma elite, para prender as pessoas a ideologias ultrapassadas, pois assim a plebe discute o supérfluo e não o fulcral, permitindo a essa elite manter e perpetuar o poder. O PCP e o BE são os tachudos que estão onde querem, têm poleiro, mas sem responsabilidade, eles nunca quererão ser governo. Sendo o BE o partido da Aristocracia de Extrema-Esquerda. Por outro lado os pequenos partidos não têm verbas do estado (pagas por todos nós contribuintes) como têm os partidos com assento parlamentar, vão tentando jogar o jogo de forma desigual, seja nas verbas ou na exposição nos média que é quase nula para os pequenos partidos.

Fora com estes políticos dos cinco partidos do sistema, com assento no Parlamento. São todos a mesma MERDA, só mudam algumas moscas. Pois quem neles manda, são sempre os mesmos (a Banca e as Sociedades Secretas).

As gerações mais jovens devem acabar com esta bandalheira, de chico-espertismo dos tachudos das gerações anteriores, pois não devemos conceber e continuar a permitir ser um país:


– Em que o Presidente Cavaco Silva custe ao estado por ano 16 milhões de euros 163 vezes mais que em 1976 e que tenha 500 funcionários a trabalhar para si. Acrescendo que o Presidente português custa a cada português 1,58€ por ano, ao mesmo tempo que o Rei de Espanha e toda a Casa Real custam 19 cêntimos por pessoa em Espanha!

– Onde as ordens profissionais são máfias que vampirizam o mercado de trabalho, como afirmou o corajoso Ministro Mariano Gago, que servem para chular os profissionais e impedir a entrada dos mais jovens e recém-licenciados, no mercado de trabalho, para que continuem os boys / bois tachudos a acumular não sei quantos postos de trabalho que podiam ser diluídos em duas ou mais novas pessoas empregadas. Se alguém tirou uma licenciatura e teve um estágio curricular, tal serviu precisamente para ganhar experiência em contexto laboral real. Pois as tretas das ordens de obrigarem agora os recém-licenciados e os mais velhos a terem de fazer estágios para ficarem mais tempo sem aceder ao mercado de trabalho, é no mínimo surreal, pois essas bestas devem julgar que as pessoas vivem do ar e que podem acumular estágios não remunerados ou mal remunerados com os trabalhos precários que lhes dão o sustento e a sobrevivência na selva do dia a dia frenético na sociedade do hiperconsumismo e materialismo.

– Onde destruíram as forças armadas que são um dos garantes da nacionalidade! E as enviam para guerras injustas da Nova Ordem Mundial, que não são as nossas, voltando os nossos tropas com mazelas, como o cancro contraído pelos que estiveram no Kosovo, e restante ex-Jugoslávia devido às munições de urânio empobrecido usadas nos bombardeamentos da NATO.

– Onde o estado é o maior empregador de recibos verdes e o patrão que mais ilegalidades comete, quando por outro lado paga salários dos mais altos a nível mundial a gestores e consultores públicos, a quem dá carros, telemóveis, cartões de crédito, senhas de gasolina e subsídios de residência. Tudo às custas de nós que trabalhamos!

– Onde as rendas são mais caras que as prestações de um empréstimo à habitação, situação única na Europa inteira!

– Onde a geração dos 500€, onde muitos são licenciados, do Precariado substituto do Proletariado, faz todo o tipo de trabalhos que consegue apanhar, dos quais se destacam principalmente: call centers, caixas de supermercado e lojistas, pois até para varredor de ruas (que ganha melhor apesar de não precisar de grandes habilitações) o tempo de espera entre a feitura da candidatura até à entrada ao serviço é mais de 12 meses em Lisboa. Varredor de ruas é talvez de todas as profissões que por aí há, uma das melhores no ponto de vista em que nem é mal remunerada e trás a benesse de não trazer responsabilidade, coisa que acontece nas outras, mau salário para muita responsabilidade. Eu certamente prefiro ganhar 500€ a varrer ruas do que 500€ como psicólogo, que é a minha formação, a trabalhar por conta de outrem!

– O país perdeu no pós-25 de Abril a indústria e as exportações, recebeu dinheiro da UE para destruir a agricultura e a pesca para benefício dos países maiores da UE e tornou-se um país prestador de miseráveis serviços e pouco mais! Deixamos de ser o maior produtor mundial de Azeite e Cortiça para citar alguns exemplos e destruímos espécies de fruta únicas no mundo e de qualidade ímpar. Para além da praga da plantação massiva de eucalipto que drena os solos.

– Onde as caixas MB dão notas de 5€ mas nos obrigam a levantar um mínimo de 10€, para fazer com que as economias dos mais pobres se gastem mais depressa e eles passem a metade do mês que falta aflitos para se manterem até ao próximo mísero ordenado, pessoas com dividas ou falta de dinheiro para as necessidades e bens de consumo básicos e com a cabeça cheia de problemas, não conseguem pensar bem no se passa à sua volta e votam muito pior!

– Onde pessoas da terceira idade depois de uma vida de trabalho, para a maioria árdua, com as reformas miseráveis que têm, não conseguem fazer face às despesas básicas e têm de escolher pagar a renda, ou a comida ou os medicamentos (que vão agora aumentar).

– Em que os serviços-secretos estão sem dinheiro e fecharam quase todos os postos no estrangeiro mesmo os criados recentemente! Tendo isto há poucos meses levado à demissão do director do SIED. Não há país no mundo por mais miserável que seja, que corte verbas aos serviços secretos, só Portugal mesmo!

– Em que o governo fecha embaixadas e consulados pelo mundo todo, principalmente nos locais onde as comunidades portuguesas são maiores, alienando o património imobiliário ao preço da uva mijona!

– Onde o governo do pseudo-engenheiro Pinto de Sousa (José Sócrates, dizem as más linguas, gay sem coragem de se assumir, que por acaso andou com a jornalista Fernanda Câncio e imediatamente após as eleições, acabaram por já não ser necessário protelar  a farsa) despediu nos últimos anos mais de 500 investigadores doutorados e pós-doutorados que foram para a miséria devido a nunca terem descontado para a segurança social, nem terem qualquer tipo de indemnização ou fundo de desemprego, para substituir as bolsas de investigação que tinham. Investigação, essa que cessou ou foi parar às mãos de recém-licenciados!

– Onde as faculdades estatais na sua maioria não têm cursos pós-laborais, fazendo o frete às privadas (das ordens e sociedades pseudo-secretas), criando aqui uma inversão social, onde os mais pobres vão pagar caro para estudar nas privadas à noite depois de um dia de trabalho, quando os mais ricos vão estudar e passear para as faculdades públicas de dia!

– Onde se vende a potes bebidas alcoólicas nos bares das faculdades e muitos alunos bebem entre 5 a 20 cervejas em uma hora de falta às aulas. E onde professores doutores bebem e bem fortes bebidas espirituosas.

– Onde um ex-primeiro-ministro aumenta os impostos sobre a Banca, entre outras medidas bem tomadas para o desenvolvimento do país e na semana seguinte o Presidente da altura, faz cair o seu governo ajudado pelos média situacionistas grotescos e pelas principais figuras “abaronadas” e “aventaladas” do próprio partido desse primeiro-ministro! Só se dizia nos noticiários: “A Instabilidade”, mas coisas concretas está quieto! Agora o senhor maratonista do ridículo Sócrates, já fez muita trampa e a comunicação social refila menos do que com esse que o antecedeu e tentou pensar por si. Em pleno Euro 2004 e Processo Casa-Pia, quando o povo delirava com o futebol e não apanhava nada do que se passava nos bastidores políticos!

– Onde a PJ e o Ministério Público fazem acordos e pressionam as testemunhas chave de Camarate para estarem caladas! Como foi o caso do fabricante da bomba, que quer agora ser ouvido na IX Comissão de Inquérito do Caso Camarate!

– Onde as Polícias vão comprar droga a Marrocos para revender no território nacional e controlam pelo menos 40% a 45% do tráfico de droga do país!

– Onde a PJ em 1996 elabora uma lista dos políticos e figuras públicas pedófilas abusadoras sexuais de menores, tendo sido os inspectores dessa investigação desterrados, afastados ou pressionados e a lista metida na gaveta, pelo inspector chefe do processo Casa-Pia agora à pouco reformado, uma pessoa a julgar pelos casos arquivados contra si, bem mafiosa. Só não publico a lista de pedófilos violadores de crianças da alta sociedade portuguesa elaborada pela PJ porque depois não teria dinheiro para pagar as indemnizações, aos pedófilos abusadores sexuais de menores, muito mais importantes que os acusados “até ver” do processo Casa-Pia! Processo esse em que todos os acusados são culpados, inclusive aquele senhor não ilibado, mas retirado do processo por pressão maçónica, que removeu cirurgicamente um sinal do pénis para não ser reconhecido pelas vitimas, (segundo as más linguas dos serviços secretos e do mundo da justiça) recebendo depois uma indemnização maior que as que couberam às vitimas e para cúmulo da palhaçada, esta personagem ainda se candidatou à presidência de uma câmara da Margem-Sul.

– Onde perdoamos dividas às ex-colónias e lhes emprestamos dinheiro, quando os seus lideres cleptocratas esbanjam, para as populações estarem muito mais miseráveis que antes da Descolonização tão criticada nos dias de hoje, por uma classes intelectual medíocre de pseudo esquerda e pseudo direita, que não sabe diferenciar o colonialismo civilizador e de partilha português do colonialismo pirata e de morte espanhol, francês, inglês, holandês e belga! O mais caricato é emprestarmos dinheiro à escumalha que manda em Angola, para vir comprar bancos, empresas portuguesas, terrenos e imobiliário!

– Devolvemos a barragem de Cahora-Bassa por tuta e meia, quando esta começa a dar lucro e alimenta energeticamente boa parte da África do Sul. Pagámos um estádio de futebol na Palestina, já destruído pelos israelitas sionistas!

– Damos dinheiro a todos lá fora e vamos gastar dinheiro nas guerras alheias, quando temos dois milhões de pobres diagnosticados, fora aqueles que não comem para pagar os carros e as casas e manter as aparências e o hipotético “status quo”!

– Onde como Medina Carreira apresentou no programa Plano Inclinado agora censurado na SIC Notícias um gráfico em que se via que: na 1ª República quando há partidos o país entra em falência, quando deixa de haver partidos no Estado Novo o país recupera economicamente e amealha ouro, depois do 25 de Abril voltam os partidos volta a ruína económica. Isto prova que os partidos e a política estão podres e só servem para roubar os que trabalham e descontam. Gozando com as nossas caras, com as coisas vergonhosas que fazem e dizem no Parlamento!

– Onde se aumenta impostos para combater o défice virtual da UE, quando se devia é baixar impostos para estimular o consumo dos cidadãos e a criação de médias e pequenas empresas!

– Onde uma empresa chinesa tem isenção de impostos durante cinco anos, depois fecha e reabre com outro nome com mais cinco anos de isenção!

– Onde os políticos traidores são depois recompensados pelo sistema mundial com cargos dourados, os exemplos são muitos: Ferro Rodrigues, Jorge Sampaio, António Guterres, Freitas do Amaral e muitos outros!

– Onde as máfias nacionais são controladas pelos mesmos que controlam o Ministério da Administração Interna e subsequentemente as forças da autoridade! E onde as máfias estrangeiras actuam à grande e com todo o à vontade: Tríades chinesas, Yakuza japonesa, extremistas islâmicos (onde constam os Salafitas que querem reconquistar a Península Ibérica e a Al Qaeda num antigo minimercado no Intendente em Lisboa onde de 2001 a 2004 recrutava muçulmanos para a Jihad), neo-nazis e outros grupos de extrema-direita, motoqueiros do tráfico Hell Angels, grupos de extrema-esquerda, PCC brasileiro, grupos de jovens marginais e assassinos salvadorenhos, máfias de leste dos ex-serviços secretos principalmente russo e ucraniano (antigo KGB da URSS), máfia israelita de ex-agentes da MOSSAD e Shin-Bet, grupos criminosos “guetizados” de negros e ciganos portugueses dos bairros de pseudo-inserção social, ciganos romenos, criminosos fugidos do Brasil, ETA, máfia turca (que tem nos últimos anos metidos uns corpos cortados às fatias em caixotes de lixo da Almirante Reis em Lisboa), máfia do Bangladesh, máfia do Paquistão, máfia Indiana, entre vários outros que poderia listar. Sendo importante mencionar as redes de tráfico humano escravatura laboral e sexual, redes de tráfico de menores para pedofilia e sacrifícios ritualisticos, ladrões de obras de arte que vão para coleccionadores do mercado negro, entre muitos outros.

– Onde um Coronel português da GNR lidera a superpolícia europeia anti-motim EUROGENDFOR, guarda pretoriana da DITADURA do Tratado de Lisboa (assinado em Portugal e na mesma altura o George Soros funda em Lisboa o European CFR), que irá tornar a UE em uma ditadura grotesca, que contempla de novo a pena de morte abolida na Europa. E no país ninguém fala nisto, nem isto passa nos jornais e TVs!

– Onde se critica a taxa de analfabetismo da Monarquia e do Estado Novo, mas não se critica a da 1ª República que esteve no meio das duas previamente citadas e a da actual 3ª República!

– Onde nas Novas Oportunidades se faz o 12º ano, compilando um dossier sobre a própria vida. Interessam estatísticas e e”ncher chouriços no ensino”!

– Onde o Processo de Bolonha, veio padronizar pela mediocridade o ensino universitário, descredibilizando as licenciaturas, os mestrados e os doutoramentos e cilindrando o acesso dos recém licenciados ao mercado de trabalho, em troca ficam com créditos e com propinas mais caras nos últimos dois anos das licenciaturas, agora transmutados em mestrados integrados, que nada integraram!

– Onde se fecham Centros de Saúde no interior do país, indo os bebés nascer a Espanha ou nas ambulâncias a caminho do Hospital mais próximo a dezenas de quilómetros! Muitos desses centros não têm tecnologia nem médicos e restante pessoal auxiliar com a prática suficiente para actuar nos casos mais graves, muito por falta de doentes, pois muitos dos hospitais, maternidades e afins serviços que encerraram deviam ter encerrado, pois abertos serviam de pouco mais do que efeito de placebo, mas isso só assim é por causa da desertificação atroz do interior do país.

– Onde há cidadãos a viver em Portugal há décadas oriundos das ex-colónias, bem como jovens a acabar o 12º ano, sem documentos. No caso dos jovens nesta situação acabam o 12º mas nãos lhes é dado o certificado devido a não terem BI. Com medidas destas empurram jovens inseridos e que não querem ser marginais para a marginalidade.

– Onde os bairros sociais são construídos propositadamente fechados para o seu interior, alguns como nas Olaias e em Chelas, ambos bairros de Lisboa, se pintaram os prédios com cores aberrantes para prevenir as classes mais altas, a não por ali circularem. Caricato é a vista de rio de muitos destes bairros em Lisboa (2 de Maio na Ajuda, Bela Vista em Chelas entre outros).

– Onde há milhares de imigrantes ilegais a ser explorados!

– Onde as vítimas de violência doméstica são gozadas pelos polícias quando vão apresentar queixa!

– Onde 40% ou mais dos polícias são indivíduos broncos com ilusões de grandeza em que abusam do seu poder e violentam fisicamente cidadãos inocentes e mais grave têm porte de arma, quando a sua vida familiar, social, económica e profissional não lhes permite ter a estabilidade psicológica para a responsabilidade, que é zelar pela ordem pública e pelo cidadão, que lhes é imputada sem lhes serem dadas condições dignas para tal desempenho. Pois são desterrados em condições miseráveis para longe de casa e das famílias, mesmo para quebrar as suas psiques.

– Onde políticos como o actual PR Cavaco Silva e o Manuel Alegre (para não citar mais umas centenas) acumulam reformas douradas obtidas ao fim de muito pouco tempo de trabalho e depois vêm para aí dizer mal disto e daquilo e coitadinhos dos pobres. Tenham vergonha seus mamões!

– Onde personagens sombrias como o Fernando Nobre aparecem como paladinos da cidadania, mas são na verdade defensores e dos mais radicais do sistema, basta ler o livro deste senhor arrogante e pedante, em que defende uma ditadura de um governo único mundial. É o sistema a querer alimentar os que não se revêem na política, com fantoches controlados, coisa que motiva os inconformados, mas sem eles se aperceberem os inactiva.

– Onde católicos beatos (nada cristãos, pois continua a haver uma grande diferença entre Cristianismo e Catolicismo) das classes mais altas são os que mais vibram com as touradas e o desrespeito pelos direitos dos animais!

– Onde no Santuário de Fátima os representantes da Igreja mandam prender, torturar e matar cães vadios, num lugar de solo sagrado!

– Onde se chama pai da democracia a Mário Soares um dos maiores traidores de sempre da história de Portugal! Antigo assalariado da CIA enquanto esteve no exílio dourado em França.

– Onde existem hoje mais livros censurados em proporção e em número do que na época do Estado-Novo, cito só dois que vale a pena serem lidos:

*Clube Bilderberg Os Senhores do Mundo, do meu bom amigo Daniel Estulin, da Temas e Debates (mandado recolher das bancas por Francisco Pinto Balsemão o Bilderberger que queiram ou não manda e decide quem é quem é Portugal e pelo governo havendo uma injunção que proíbe o livro de voltar às bancas, tendo a recolha em algumas livrarias sido feita por policias armados com caçadeiras).

*Contos Proibidos A História de Um PS Desconhecido, de Rui Mateus, da D. Quixote (este foi apreendido, num só dia compraram uma edição inteira e o resto dos exemplares foram queimados, pois o livro só mostra as trafulhices, desvios de dinheiro, contactos mafiosos e muitas outras coisas interessantes sobre o PR da altura Mário Soares, óbvio que Rui Mateus desde aí anda desaparecido no estrangeiro, quando se zangam as comadres descobrem-se as verdades).

– Podia continuar com argumentos do que vai mal em Portugal mas são tantas, mas tantas coisas, que se calhar é melhor listar primeiro o que vai bem e depois tudo o que não constar dessa lista, estará mal e subsequentemente deverá ser alterado.

A 3ª República saída do 25 de Abril (revolução ainda muito mal explicada, que visou simplesmente roubar Angola para os internacionalistas, por causa do petróleo, diamantes e ouro) pois interessa manter a plebe na ignorância, ESTÁ FALIDA, DECRÉPITA E A MORRER, POSTO ISTO VAMOS AJUDAR E ACELERAR A SUA MORTE E FUNDAR A 4ª REPÚBLICA DOS CIDADÃOS E DA CIDADANIA!

VAMOS REVOLUCIONAR AS MENTALIDADES E CONTESTAR COMO SE FAZ LÁ FORA, ONTEM A MANIFESTAÇÃO TEVE MUITA GENTE MAS POUCO CONTEÙDO, VAMOS APROVEITAR TANTA DISPONIBILIDADE DE MUITA GENTE E CONTINUAR AS MANIFESTAÇÕES DE INDIGNAÇÃO! Porque só esta isolada não serve de nada!

O povo unido é sempre vencido, só ganha quando a maioria dele passa fome a sério!

Fica aqui o meu agradecimento a todos aqueles de várias áreas com quem ao longo dos anos discuto e investigo no terreno estas temáticas.

Categorias:Geral
  1. Fernando Ramos
    Março 13, 2011 às 18:53

    Isto foi tudo muito bonito. muita solidarização, muita gente que não gosta do Governo (ou do Sócrates?).

    Podiam até estar os 10 milhões de portugueses entre o Rossio e o Marquês de Pombal.
    O resultado seria exactamente o mesmo. NENHUM.

    O nosso PM sabe já à muito que há uma mole de portugueses que não gostam dele. Mas não vai ser esta demonstração de desagrado que o vai fazer ir embora.
    Ele está demasiadamente agarrado ao poder porque este poder lhe dá visibilidade, auto-estima e alimenta-lhe o ego.

    Para o nosso PM, um ou 10 000 000 a manifestarem-se contra o governo é o mesmo. Sabem porquê? Porque não lhe toca na pele.

    Querem resultados? Deixem-se de manifestações destas e passem à acção.
    Quando ele for a um evento, usem ovos podres, tomates, balões de tinta, sacos de merda.

    Envergonhem-no no estrangeiro.
    Mas deixem-se de manifestações inoculas, que NUNCA resultaram.
    O Estado tem de começar a sofrer na pele para entrar na linha.

    Enquanto eles não tiver medo de governar fazendo o que muito bem entenderem, nó estaremos sempre mal.

    • Gloup Gloup
      Março 17, 2011 às 17:42

      Concordo. Vejam este video do atentado pasteleiro contra Sarkozy.

      • Gloup Gloup
        Março 17, 2011 às 17:43

  2. tekapa23
    Março 13, 2011 às 18:57

    Fantástico texto ! É a realidade deste país. É a verdade deste triste país !

  3. João Pires
    Março 14, 2011 às 0:45

    Parabéns, concordo plenamente com tudo o que sentes e acho que é a primeira vez que vejo alguém a falar tão bem.

    Mas tenho que concordar que o Sr. Fernando também tem a sua razão penso que um meio termos dos dois e tínhamos o problema resolvido.

  4. Viriato de Viseu
    Março 14, 2011 às 1:32

    UMA RADIOGRAFIA PERFEITA EM 3 DIMENSÕES DO QUE REALMENTE SE PASSA NESTE PAÍS FALIDO, CORRUPTO E PODRE!!!!

  5. RBzone
    Março 14, 2011 às 10:16

    um agradecimento as fontes era bem vindo

  6. Dedalus
    Março 14, 2011 às 17:31

    Boa análise meu caro. Os meus Parabéns.

  7. morto vivo
    Março 14, 2011 às 17:34

    Protestos contra Sócrates
    este foi o vídeo da comunicação social passado na TV

    esta é o video da realidade

  8. VB
    Março 14, 2011 às 17:56

    Concordo que enquanto nos manifestarmos e voltarmos de lá como se viéssemos duma festa em vez de agirmos directamente contra os políticos que conduziram o país e o povo ao estado em que se encontram acusando-os de má gestão, gestão danosa e gestao ruinosa da “coisa pública” e mantê-los presos com os presos de delito comum até ao julgamento não consentindo que seja feito antes de decorridos dois anos para perceberem o que a justiça que criaram. Os juizes não podem continuar a ser céleres para os poderosos e aos fracos deixarem-nos A APODRECER NAS PRISÕES À ESPERA DE JULGAMENTO. Isso demonstra a falta de independência e de imparcialidade dos magistrados. Certamente alguns deles também precisam de ser detidos e julgados mas pelo povo e não pelos seus pares porque o corporativismo da classe impedirá que se faça justiça. Queremos lei igual para todos e não todos iguais perante a lei. Todos iguais perante a lei é um facto natural e não precisa de estar escrito em lado nenhum. Vamos a eles?

  9. RBzone
    Março 14, 2011 às 19:20

    dá-lhe falancio!!!

  10. Pipi
    Março 14, 2011 às 19:44

    Sempre podem juntar, nem q seja apenas 1/3 das pessoas de sabdo e irem fazer uma visita “amigavel”onde toda essa escumalha mora. Todos juntos no mesmo local e “remodelar as coisas”, começar a fazer estragos, seja ovos, baldes de merda, o que seja.
    Deixem-se de coisas tão pacificas, como “passeios”.

    Mas ja foi um começo.

  11. Manuel rodrigues
    Março 14, 2011 às 19:45

    O próximo protesto a concentrar 200 mil cidadãos a porta da rtp e das estações privadas que emitem programas de decepção mascarados de programas de informação. Depois logo se vê quantas pessoas estão lá, e quantas pessoas estão fartas da manipulação do sistema para enganar escandalosamente a própria população. O Balsemão é que é. É bom ver o novo jornalismo, o jornalismo da verdade a emergir. Continua camarada e cuida-te que esses rufias globalistas não brincam, cuidado com os capangas!

  12. Ana Costa Cardoso
    Março 14, 2011 às 23:37

    Boa análise João.
    Também lá estive e para mim foi de facto especial ver a expressão do descontentamento da nossa geração, mas também o descontentamento dos nossos pais e de uma outra maioria apartidária que sente que algo definitivamente tem de mudar.
    O problema não é conjuntural, mas sim estrutural.
    Subsiste a mentalidade comezinha de se encostar ao outro, de fazer amanhã o que se pode fazer hoje, de tirar-se um curso universitário para o qual não se tem vocação, mas que te junta um Dr. ao nome como se isso te conferisse um estatuto especial.
    O Estado Social foi substituído por um “Paizinho” que em vez de assegurar o respeito pelos direitos, liberdades e garantias de todos, alimenta apenas alguns que escolhe segundo critérios dúbios.
    Ouço muito falar da necessidade de recuperar valores como o da meritocracia na sociedade portuguesa, mas duvido sinceramente se isso alguma vez serviu de critério para alguma coisa em Portugal.
    O problema, o escândalo, é que agora o sistema que nos é tão característico há mais de vinte anos está descaradamente à vista, nem sequer precisa de ser escondido ou disfarçado.
    O Governo e o Primeiro Ministro insistem teimosamente em prosseguir na alienação do país. A oposição opta por publicitar um neo-liberalismo deficitário e ilusório que já comprovadamente se demonstrou não funcionar, a direita passa a utilizar um discurso populista, alegadamente em prol dos mais desfavorecidos e que facilmente poderia ser confundido com um qualquer partido de esquerda, e a esquerda….bom a esquerda não muda, estagnou… e tudo assente no pressuposto de que o Povo Português continua brando, apático, prefere futebol à Política…
    Seja como for, independentemente do cenário macro-económico internacional, das análises das agências de rating, das políticas anti-federalistas da União Europeia, mas cheias de uma hipócrita “boa vontade”, certo é que aparentemente nada muda ou irá mudar…
    Talvez por isso e certamente também por ter 33 anos, trabalhar à farta todos os dias e fazer o meu melhor sem necessidade de protagonismos ou sem ambicionar ter um carro e uma casa que não posso pagar, gostei da manifestação de Sábado passado. Foi como voltar a ver um brilhozinho nos olhos…algo mais de nós….sem saber muito bem como e quando, mas gostei…Talvez….

  13. Tiago
    Março 14, 2011 às 23:44

    Isto é tudo muito bonito, algumas coisas são verdade, outras são xenofobia ao contrário. Acusações? Muitas. Respostas? Poucas. Planos de acção? Vagos. Estou ao lado de quem precisa de trabalho, porque precisa de dinheiro, mas não posso estar ao lado de guerrilheiros que defendem, com a mesma demagogia que os políticos, pontos de vista categóricos e unilaterais. Que continue a luta.

  14. aziomanoris
    Março 15, 2011 às 7:20

    Caro Tiago diz-me lá daquilo que mencionei o que é que não é verdade? Se achas que não gostar dos politicos traidores que destroem o nosso país e cilindram as gerações mais joves, é xenófobia ao contrário OK, cada um é livre de expressar o que acha, se não é a isso que te referes, o que ´+e que designas por essa “xenofobia ao contrário”.

    No que toca aos planos de acção é tudo muito bonito e há muitos, só que não funcionam precisamente por o sistema estar blindado pela constituição pós revolucionária desfazada da realidade actual.

    Enquanto a sociedade civil poder intervit directamente na politica, ou houver revoltas violentas a sério não há nada a fazer e todos os planos e teoria não são serão realistas, pelo menos para quem saiba como o sistema está instalado, se defende e se autoperpetua.

    Obrigado pela critica!

  15. RBzone
    Março 15, 2011 às 10:56

    é verdade Tiago, o Joao tem razao, o sistema está blindado para que apenas os partidos tenham acesso ao verdadeiro poder, e enquanto isso nao mudar, só uma revoluçao para depôr este regime poderá funcionar. mas essa revol, dentro da UE, dentro do espaço NATO, seria combatida ferozmente e teria contra si toda a maquina de propaganda dos media. acho q a soluçao mais exequivel a curto/médio prazo é lutar pelo acesso dos cidadaos a vida politica nacional sem ter de passar por partidos. no dia q um movimento civico se puder candidatar e formar governo, teremos as bases juridicas para mudar o sistema por dentro.

  16. Tiago
    Março 15, 2011 às 11:59

    Eu compreendo muitos dos aspectos que defendem e acho legítimo que se intervenha de todas as maneiras possíveis no sistema, mas confesso que há medida que li o texto a credibilidade que lhe dava foi-se perdendo, porque em determinada altura senti uma enxurrada de críticas pessoais, onde parece que uma conspiração à escala mundial foi feita pelo senhores do sistema (sejam lá quem forem) só para que isto chegasse onde chegou. O mundo está mal fundado? Talvez. Mas a resposta está em prender os padres do santuário de Fátima por causa dos cães? Choca-me mais que existam donos de cães que os abandonam, mas isto, lá está, são pontos de vista unilateriais que, na minha opinião, em nada acrescentam a atitude que devemos assumir. A minha provocação da “Xenofobia ao contrário” dizia respeito a isto, a estas críticas que acho que fogem um pouco ao tema central do artigo, e que manifestam alguma tomadas de posição com base em considerações muito pessoais e subjectivas. Católicos beatos e touradas, na mesma frase? Só faltava dizer que são monárquicos para ficarmos com o estereótipo perfeito. Mas, João, em todo o caso estás de parabéns pelo artigo que acho que desperta muitas consciências e dá que pensar. Continua.

  17. aziomanoris
    Março 15, 2011 às 12:47

    Caro Tiago as criticas pessoais faço-as porque os culpados do estado em que estamos gozam de uma protecção e imganem de filantropos fornecida às massas pelos média. Pois as pessoas têm que saber quem são esses culpados!

    No que toca às touradas obrigado pelo reparo, faltou lá o resto da frase:

    “Onde católicos beatos (nada cristãos, pois continua a haver uma grande diferença entre Cristianismo e Catolicismo)”.

    Mas é um facto que a maioria dos adeptos das lides, da caça e safaris pelo menos nas grandes cidades são pessoas católicas e das classes altas.

  18. RBzone
    Março 15, 2011 às 14:20

    “onde parece que uma conspiração à escala mundial foi feita pelo senhores do sistema (sejam lá quem forem) só para que isto chegasse onde chegou”

    e é 100% verdade. a conspiraçao nao é feita a escala mundial, já a sua aplicaçao, sim, atraves de diversos instrumentos de poder nas maos de um pequeno grupo. isto pode parecer afirmaçao de gente maluca, mas digo-te apenas isto: nao conheço uma unica pessoa q se tenha dado ao trabalho de estudar o tema a fundo e tenha chegado a concusao q é paranóia, bem pelo contrario. e tb te digo q TODAS as pessoas q vejo referirem-se a estes temas como teorias da conspiraçao de uma forma negativa, basta tentar puxar a conversa para dados concretos e facilmente se percebe q sao opinioes oriundas de ignorancia, pq n conseguem justificar nada do q pensam, é apenas fézada, acham q é mentira pq sim, pq nunca ouviram falar disso, e dps recusam-se a investigar o q quer q seja se lhe forem disponibilizadas fontes de informaçao. o modus operandi dos cépticos nao muda, ficam sentados a um canto sem se mexer à espera q alguem os convença q estão errados. infelizmente, esta info é daquelas q o “sistema” nao propaga, temos de ser nós a ir a procura dela, e aprender a navegar num mar de posers, fakes, pseudo freedom fighters e contra-informaçao. o q te estou a dizer é q demora anos de investigaçao até q se comece a perceber a teia e amaneira como tudo está interligado, e mm assim, é um processo de aprendizagem constante, pq envolve mtas áreas, é uma senda multidisciplinar e bastante trabalhosa. nao é por ver meia duzia de docs tipo zeitgeist q se vai perceber o q quer q seja, ate pq para perceber verdadeiramente a teia é preciso perceber a parte esoterica da questao, e isso por si só mantem mta gente à margem.

  19. Observer
    Março 15, 2011 às 15:08

    Desde que o Miguel Sousa Tavares falou em demaogia, parece que pegou moda. Agora até nestes comentarios se usam. O importante é que durante a manifestação estiveram pessoas de várrias gerações. O próximo passo é deitar o governo abaixo…como? Bem… até nos podiamos aliar aos camionistas para ajudarem.

    Sempre atento:

    Observer!

  20. CC
    Março 16, 2011 às 23:38

    Gostava de ver aqui algumas pontos fundamentados. Não é por concordar ou discordar, mas simplesmente porque gosto de saber a origem das coisas.

    De onde é que vem a informação da polícia ir buscar droga a Marrocos e controlar 40% do mercado nacional?

  21. aziomanoris
    Março 17, 2011 às 12:59

    Caro CC alguns dos pontos que aqui, as minhas fontes são: eu próprio por ter andado a trabalhar nesses meios e agentes da BAC da PSP, da PJ, do SIS e da MOSSAD.

    A PJ ir a Marrocos comprar haxixe data é um assunto ligado ao ex-inspector Dias André, vão ver quem é esta personagem grotesca!

    Onde vou buscar esses 40%, é simples todos sabemos que Portugal figura na maioria das principais rotas do narcotráfico internacional.

    No artigo quando digo policia devia ter dito forças de segurança. Vou então enumerar:
    – O grosso do tráfico de droga em Portugal é controlado por Maçons que controlam ao mesmo tempo as forças de segurança e as máfias nacionais. PSP, PJ, GOI, SIS, GNR e Exército têm todos operacionais metidos ao barulho. A maioria da droga apreendida não é destruída mas sim recolocada a circular pelas policias.
    – Os informantes toxicodependentes da policia, compram droga à policia a preço de saldo.
    – A policia quando não vende indirectamente, não interfere nem faz rusgas nos bairros do tráfico, pois há chefias que recebem para fechar os olhos. Exemplos disso em Lisboa: Quinta do Cabrinha, Bairro do Loureiro e Ceuta Sul (os 3 bairros de realojamento do Casal Ventoso), Mouraria, Chelas, 2 de Maio na Ajuda, Bairro Padre Cruz, Outurela/Portela de Carnaxide, bairros da velha Campolide.
    – Esses 40% refiro-me à droga rastreada que é no máximo 40% da que circula no país.
    – Pois quando dá à costa uma lancha cheia de cocaina, essa foi dada à morte e passaram 3 ou 4.
    – Tive em tempos um contacto de um mafioso da Amadora que vendia cocaina e armas da Maçonaria, acabou por ir preso porque deu uma facada num tipo qualquer numa rixa, por tráfico nunca lhe conseguiram tocar e já estava sinalizado há uns 4 anos, mas vinham ordens de cima para o deixar andar.

    A parte mais interessante, “diz-se que as principais figuras do narcotráfico em Portugal são: Francisco Pinto Balsemão, Miguel Paes do Amaral, Bibi do Benfica, Luís Felipe Vieira e a CIA. Por outro lado os bancos ligados à lavagem internacional de dinheiro da droga, por cá membros do Grupo-Interalfa são: o BES e o Santander.

  1. Março 14, 2011 às 1:06
  2. Março 14, 2011 às 17:59

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: