Início > Geral > CERN consegue produzir e conservar átomos de anti-hidrogénio

CERN consegue produzir e conservar átomos de anti-hidrogénio

06-05-2011
Por Ciência Hoje.

http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=48913

O ALPHA é sucessor de outra experiência anti-matéria.

O ALPHA é sucessor de outra experiência anti-matéria.
.

Os físicos da Organização Europeia para a Investigação Nuclear (CERN), anunciaram que conseguiram produzir, captar e conservar, durante mil segundos, átomos de anti-hidrogénio, no âmbito de experiencias do ALPHA – sucessor do ATHENA.

Os anti-átomos são compostos por um protão negativo e um electrão positivo, ao contrário dos clássicos átomos de hidrogénio, estes compostos por um protão positivo e um electrão negativo.

A equipa do CERN a cargo da experiência ALPHA já tinha, anteriormente, conseguido produzir átomos de anti-hidrogénio, mas a matéria e a anti-matéria acabavam por se anular uma à outra quando em contacto e os anti-átomos produzidos tinham uma esperança de vida muito breve, na ordem de alguns milissegundos.

Num texto recentemente publicado em arXiv – arquivo para pré-artigo electrónico de textos científicos dentro de várias áreas, inclusivamente, na Física – esta equipa descreveu um processo que permite conservar os anti-átomos durante vários minutos.

Neste contexto, os antiprotões utilizados têm de ser arrefecidos antes de serem usados no fabrico do anti-hidrogénio, o que leva à formação de anti-átomos menos activos e que podem ser confinados numa armadilha magnética de longa duração. Este avanço abre portas para novas experiências que poderão demonstrar quais as propriedades da antimatéria – que ainda permanece um dos grandes mistérios da ciência.

Aquando do Big-Bang, matéria e antimatéria foram produzidas em quantidades semelhantes, mas o universo é composto por matéria e a segunda parece ter desaparecido. Para perceber o que lhe aconteceu, os investigadores tentam determinar se existe uma diferença entre as propriedades da matéria e anti-matéria que possam explicar esse desaparecimento. Para tal, necessitam de anti-átomos estáveis que possam ser estudados com calma.

Categorias:Geral
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: