Archive

Archive for Outubro, 2011

Jorge Coelho renuncia a subvenção de 2400 euros

Ex-ministro confirmou renúncia ao jornal «Correio da Manhã»

Ja mamou pouco...

O ex-ministro socialista Jorge Coelho renunciou à subvenção vitalícia de 2400 euros brutos (1732 euros limpos) na passada terça-feira, conforme confirmou o próprio ao jornal «Correio da Manhã».

Actualmente, Jorge Coelho é presidente da Comissão Executiva da empresa Mota-Engil.

O ex-governante enviou uma carta de renúncia ao presidente da Caixa Geral de Aposentações na passada terça-feira, escusando-se a comentar as razões da sua decisão.

O Governo está a preparar um pacote legislativo que levará ao corte destas subvenções em acumulação com vencimentos no sector privado e impor tectos máximos a subvenções.

http://www.tvi24.iol.pt/politica/subvencao-vitalicia-jorge-coelho-mota-engil-tvi24/1294292-4072.html

Sempre atento:

Observer!

Categorias:Geral

Movimento defende: «Cada pessoa nova é um fardo para o planeta»

Numa altura em que a população Mundial atinge os 7 mil milhões, o Movimento da Extinção Humana Voluntária alerta que os humanos ameaçam a vida no planeta

Genocídio... (é o que estes gajos realmente querem e não dizem)

A população mundial chegou aos 7 mil milhões de pessoas, de acordo com um relatório da ONU. Uma notícia que não é motivo de celebração para todos. O Movimento da Extinção Humana Voluntária considera que cada nova pessoa é um fardo para o planeta.

«Somos uma ameaça à vida na Terra. Já passamos da capacidade de manter uma vida sustentável no Mundo há muito tempo. Cada pessoa nova é um fardo para o planeta. Não há motivo para celebrar a chegada a 7 mil milhões de pessoas», disse Les U. Knight, um dos directores do Movimento da Extinção Humana Voluntária (VHEMT), em entrevista ao portal de notícias G1.

O que este grupo propõe é, apesar de tudo, menos apocalíptico do que o nome pode sugerir. O movimento não defende suicídios colectivos ou um apocalipse voluntário. Apenas promove a «vida sem reprodução», que sejam colocados novos seres humanos no mundo. Desta forma, a extinção ocorreria quando todos os humanos vivos hoje morressem naturalmente.

Entre os motivos apontados pelo VHEMT para defender a extinção humana estão as preocupações ambientais. «Estamos a destruir a cadeia alimentar e a nós mesmos. Não é possível saber quando, mas acreditamos que sem um movimento voluntário de extinção, chegaremos a uma situação em que seremos extintos de forma involuntária pela falta de condições do planeta para suportar a população mundial», alega Knight.

Mas este movimento não é apenas ambientalista. Outro dos seus fundamentos é criticar a humanidade como um todo. «Mas uma crítica aliada a uma preocupação com o bem-estar da humanidade que já existe. Não queremos dizimar as pessoas, mas garantir que as pessoas tenham uma vida melhor através da diminuição das pessoas no mundo, evitando colocar novas pessoas no planeta».

O director do movimento defende que milhares de pessoas apoiam o VHEMT na Internet, mas deve haver «milhões» de pessoas que seguem as idéias defendidas pelo grupo.

Ainda assim, Knight admite que o grupo apenas pretende lançar a discussão. «O movimento não tem hipóteses de ser bem-sucedido, mas cada criança é um peso para o Mundo. Não há justificação para a manutenção da nossa espécie. Não podemos justificar nossa existência», termina.

http://www.tvi24.iol.pt/internacional/populacao-movimento-da-extincao-humana-voluntaria–internacional-extincao-humana-tvi24/1294087-4073.html

Sempre atento:

Observer!

Categorias:Geral

Berlusconi apanhado a «mirar» o rabiosque da líder dinamarquesa

Imagem captada durante a cimeira da União Europeia

Mais um caso a envolver Sílvio Berlusconi. Segundo os media italianos, o primeiro-ministro italiano foi apanhado a olhar para o traseiro da nova líder do Governo dinarquês, Helle Thorning-Schmidt, durante a cimeira da União Europeia que teve lugar esta quarta-feira à noite em Bruxelas

Observem como o maroto ri

Quando se cruzou com Helle, o primeiro-ministro italiano cumprimentou a sua congénere educadamente, com uma pequena reverência com a cabeça e um aperto de mãos. Quando a primeiro-ministro dinamarquesa se afastou, Berlusconi não conteve o ímpeto e aproveitou para virar o rosto para admirar a parte posterior da governante.

O gesto foi apanhado pelas emissão oficial do Conselho e acabou por ganhar destaque nos media italianos.

Sempre atento:

Observer!

Categorias:Geral

Suspeita de corrupção: Hospital vendido por mais 10 milhões no mesmo dia (durante o mandato do sr. Santana Lopes)

Suspeitas de corrupção no negócio estão a ser investigadas no DIAP

Satanás Lopes

Os terrenos e o antigo hospital de Arroios, edifício já degradado e sem utilização, foram vendidos pelo Estado português por 11,2 milhões de euros, em Novembro de 2004. A venda foi feita a duas empresas, do grupo Fibeira, que no mesmo notário e minutos depois voltaram a vender o espaço. Desta vez, o preço foi de 21 milhões de euros, mais 10 milhões, e a compradora foi uma sociedade imobiliária espanhola, a Reyal Urbis, segundo noticia o Sol na edição desta sexta-feira.

A entidade pública responsável pela alienação dos terremos do hospital é a Estamo, a sociedade que trata destes negócios em nome do Estado português. O administrador responsável à época foi constituído arguido, já que o caso chegou ao Departamento de Acção e Investigação Penal (DIAP) para ser investigado. As suspeitas de corrupção, fraude fiscal, branqueamento de capitais e peculato surgiram depois de um relatório das Finanças.
Segundo o relatório da Inspecção-Geral de Finanças (IGF), citado pelo Sol, que data de Junho de 2010, o valor da compra «ultrapassou largamente, em cerca de 48%, o valor máximo de mercado disponível para a zona». Depois deste relatório, a DGCI enviou a documentação para o departamento de Maria José Morgado.

As suspeitas de pagamento de «luvas» estão por trás de todo o negócio, mas o actual responsável pela Estamo, que não teve qualquer interferência no negócio, uma vez que só chegou ao cargo em 2008, nega qualquer pagamento ilegal.

«Não, está completamente fora de causa. Desde o primeiro momento em que vi isto que sei qual é a notícia aqui: é a diferença de preços no mesmo dia. Parece semelhante ao problema dos CTT, em Coimbra, mas não é. A única coisa que posso concluir é que a empresa espanhola, ao que me dizem ligada ao Santader, entrou em Lisboa no sentido de inflacionar preços. Os contornos do negócio da Estamo estão fixados desde o contrato-promessa de Março de 2003 – logo, antes da aprovação de qualquer licenciamento», disse ao Sol.~

http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/tvi24pt-hospital-estamo-corrupcao-imobiliario-arroios/1293560-4071.html

Sempre atento:

Observer!

Categorias:Geral

Campanha do PSD paga com dinheiro da Câmara

A ex-presidente da Câmara de Castro Daire e mais três ex-vereadores estão acusados de ter pago serviços para a campanha de 2005 com o orçamento autárquico

A Nelita paga e os capangas em campanha paga pelo povinho

A ex-presidente da Câmara de Castro Daire e três vereadores do seu executivo estão acusados pelo Ministério Público de terem usado dinheiro da autarquia em benefício próprio e do PSD, na campanha para as autárquicas de 2005. Eulália Teixeira, António Giroto, José Manuel Ferreira e Paulo Almeida acusados do crime de peculato. O processo encontra-se em fase de instrução.

Eulália Teixeira foi em 2005 eleita presidente pela lista do PSD. Segundo a acusação, o crime está relacionado com o facto de o pagamento de serviços prestados pela empresa Sourcingest ( que dá apoio a organização de empresas, gestão documental, soluções informáticas e evento), no âmbito da campanha eleitoral para as autárquicas de 2005, ter sido feito pelo município de Castro Daire.

Oh que peninha... haviam era de morrer todos

Foram emitidas cinco facturas pela Sourcingest à câmara entre Abril e Agosto de 2005, no valor global de 26.720 euros, «relativamente às quais foi proferido despacho a autorizar o respectivo pagamento» por Eulália Teixeira, António Giroto e José Manuel Ferreira.

Segundo a acusação a que a Lusa teve acesso, em Fevereiro de 2005, o município «contratualizou verbalmente os serviços da Sourcingest», tendo em Março a empresa lhe enviado uma proposta para prestação de serviços de consultadoria. O contrato só viria a ser formalizado em Setembro.

No período antes da celebração do contrato com a autarquia, a Sourcingest realizou também serviços de apoio na campanha autárquica do PSD, cuja cabeça-de-lista era a então vice-presidente, Eulália Teixeira.

De acordo com a acusação, foi a Sourcingest que delineou e executou grande parte da pré-campanha e campanha eleitoral. Um caderno apreendido ao sócio-gerente da empresa Carlos Alberto Coelho continha vários apontamentos relativos aos preparativos. As actividades desenvolvidas no âmbito da campanha eleitoral «correspondiam a cerca de metade do total das desenvolvidas pela Sourcingest», sendo que a outra parte era referente «ao conteúdo/objecto do contrato que efectivamente acabou por ser formalizado em Setembro de 2005» com a autarquia. Só a partir das eleições é que passou a prestar serviços exclusivamente ao município.

Sempre atento:

Observer!

Categorias:Geral

Marques Mendes denuncia negócio de Paulo Campos (com video)

Caso envolve SCUT de Lisboa e do Norte

Também já deves ter feitos poucas negociatas deves...

 

Marques Mendes denunciou um negócio feito pelo antigo secretário de Estado Paulo Campos e envolvendo o grupo Mota Engil.

Em causa estão duas concessões de SCUT, a da Grande Lisboa e do Norte, um negócio em que o estado português foi claramente prejudicado, segundo estimativas da própria Direcção Geral do Tesouro.

Paulo campos (o ladrão)

«Nestas duas concessões, que não eram SCUT, porque já tinham portagens normais, por isso não tinham nada de ser renegociadas, até ao ano passado o Estado não tinha receita, não tinha custo, não tinha prejuízo. Agora, tem receitas de 1,2 mi milhões, custos de 2,6 mil milhões, ou seja, um prejuízo de 1,4 mil milhões de euros. Isto ao longo de quase 20 anos, que é o tempo ainda das concessões», disse no «Política Mesmo», da TVI24.

«Eu diria que estamos perante um caso de polícia. Ou isto é muito bem explicadinho, ou é caso de polícia, porque isto não é servir o interesse público. Pode ser incompetência, desleixo, mas enquanto não houver investigação pode pensar-se que há promiscuidade e negociata pelo meio», vincou.

Veja o video em: http://www.tvi24.iol.pt/aa—videos—politica/marques-mendes-paulo-campos-tvi24/1293475-5796.html

Sempre atento:

Observer!

Categorias:Geral

Deputado discute futebol no Facebook durante debate (CDS-PP na sua plenitude de deveres, é para isto que lá querem estar)

Através da página de João de Almeida ficámos a saber quem, no CDS-PP, é do FC Porto. Ele é do Belenenses e José Manuel Rodrigues também

O maior... (Otário)

Enquanto se debatia o orçamento rectificativo para 2011, esta quinta-feira à tarde, no Parlamento, o deputado do CDS-PP, João Pinho de Almeida publicava uma pequena sondagem com as preferências clubísticas dos deputados centristas. Ficámos a saber que o Benfica está em maioria.

«Para descomprimir… Após “censo” realizado no Grupo Parlamentar do CDS, conclui-se que existem: 12 Deputados do Benfica; 7 do Sporting; 2 do Belenenses; 2 da Académica e 1 do F.C.Porto», escreveu o deputado às 15:21. Duas horas antes de divulgar, também no Facebook, o vídeo com a sua própria intervenção no debate orçamental.

Fica-lhes tão bem a música

Mas a intervenção do deputado João Pinho de Almeida no Facebook, durante o debate, não se ficou por aqui. Ele foi respondendo a comentários e esclareceu os seguidores que Michael Seufert é o único adepto do FC Porto na bancada parlamentar. E clarificou também que, para além dele, que até já foi presidente do Belenenses, o madeirense José Manuel Rodrigues é adepto do clube do Restelo.

No meio de quase 60 comentários ao post do deputado, houve também quem lhe sugerisse que fosse trabalhar. João Pinho de Almeida arranjou também tempo para responder: «o trabalho é muito e pode vê-lo nesta página».

O mesmo seguidor de João Pinho de Almeida no Facebook colocou um link para a notícia do «Diário Económico», que já havia avançado com a informação sobre a actividade do deputado nas redes sociais durante o debate. «A notícia em que se inspira é falsa. Já exigi o esclarecimento», assegurou.

Entretanto, o esclarecimento chegou, com comentário na sua página: «Agradeço a todos os que me alertaram para a notícia que precedeu esta. Aqui está o esclarecimento. A primeira notícia, além de mentirosa, era profundamente estúpida. Sobre o debate da tarde, quem quiser ver a minha intervenção, pode fazê-lo nesta página. É que é isso que interessa e não estes disparates».

João Almeida diz que a sessão ainda não tinha começado, devido a um atraso, pelo que quando colocou o comentário no Facebook, aguardava-se pelo ministro. O problema é que o ministro Vítor Gaspar começou a falar às… 15:18, tendo de facto começado o debate atrasado (estava agendado para as 15:00).

http://www.tvi24.iol.pt/politica/joao-pinho-de-almeida-facebook-parlamento-debate-cds-pp-tvi24/1293372-4072.html

Sempre atento:

Observer!

Categorias:Geral