Início > Geral > PSP: directores aumentam os seus salários em segredo

PSP: directores aumentam os seus salários em segredo

Decisão foi tomada contra as indicações do Governo e deixando os outros polícias na mesma. O sindicato fala em gestão danosa e quer a intervenção do PGR

PSParvos

Cinco figuras de topo da Polícia de Segurança Pública resolveram aumentar os seus ordenados, aplicando o novo regime remuneratório da polícia que o Governo mandou deixar em «banho-maria» e sem que a medida fosse aplicada aos outros milhares de agentes de segurança que vêm reivindicando a aplicação do regime.

Os salários do director-nacional, de três directores-adjuntos e do inspector-nacional da PSP estão mais gordos desde Janeiro de 2010. Só o director-nacional leva mais 800 euros para casa todos os meses. Ao todo, o orçamento da polícia emagreceu «23872,1 euros», segundo o relatório da Inspecção-Geral das Finanças (IGF) que deu conta da «irregularidade» e a que o DN teve acesso.

Os aumentos osorreram quando o superintendente-chefe Francisco Oliveira Pereira era director-nacional, que entretanto se reformou, e o então diretor-nacional-adjunto de Operações e Segurança, o superintendentechefe Guedes da Silva, hoje director-nacional

Mas, estes salários não são as únicas falhas que a IGF detectou: contratação de serviços de consultadoria sem a autorização do Governo, mais de 100 mil euros só para um escritório de advogados, graduações e nomeações que estavam proibidas.

Sindicatos: situação é «chocante» e «imoral»

O Sindicato Unificado da Polícia está «chocado» com as revelações. Em declarações ao diário, Peixoto Rodrigues afirma que «não resta alternativa senão encaminhar o relatório para a Procuradoria-Geral da República: as conclusões da auditoria revelam indícios de gestão danosa».

O presidente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP/PSP) considera «imoral» que os directores de topo da PSP tenham aumentado em segredo os seus salários.

A ASPP já tinha conhecimento da situação que, para Paulo Rodrigues, «afasta claramente¿ a direcção da polícia de todos os profissionais.«Não podemos olhar para os nossos superiores com desconfiança e distância. Neste tipo de instituição como uma força de segurança pública é preciso estabilidade que vem da coesão e do espírito de união interna», citado pela Lusa.

A Lusa também contactou a PSP. O porta-voz Paulo Flor disse que a direção-nacional não vai fazer quaisquer comentários.

O Governo vai colocar, a partir de Novembro e gradualmente cerca de 16 mil agentes da PSP e GNR na nova tabela, sem direito a retroactivos. Só são abrangidos aqueles que foram ultrapassados pelos membros mais novos. Os restantes só serão contemplados «à medida da disponibilidade orçamental no ano de 2012».

http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/psp-aumentos-salarios-directores-pgr-tvi24/1291009-4071.html

Sempre atento:

Observer!

Categorias:Geral
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: