Arquivo

Archive for Março, 2012

Sonhos descodificados

Março 30, 2012 3 comentários

Mário Simões, um professor de psiquiatria e ciências da consciência da faculdade de medicina de Lisboa, defende que os sonhos devem ser tomados como um aviso. O professor defende que se deve dar especial relevância aos sonhos repetidos. Pois são manifestações subconscientes do seu cérebro a manifestar-se podendo querer dizer que algo está mal. Todos os outro sonhos não devem ter tanta importância, pois são apenas parte daquilo a que podemos chamar de “máquina trituradora”. Isto é, os outros sonhos são compostos por elementos fúteis do nosso dia-a-dia, que ficam retidos no nosso subconsciente. Assim, esses mesmos sonhos são apenas imagens misturadas e sensações, que estão a ser processadas pelo cérebro.
Dizer que isto é saudável é correcto! O cérebro precisa de dormir para descansar e processar a informação diária. Diz-se que cerca de 90% dos nossos sonhos, são tratados pelo cérebro durante esses estágios do sono, para que no dia seguinte possamos ter novas ideias. O cérebro trata os sonhos como uma incineradora processa e separa o lixo.

Patológicamente observa-se que as pessoas que não sonham ou mantêm alguma dificuldade em fazê-lo, tem alguns problemas de saúde. Sabe-se também que as memórias da vida, são integradas e fortalecidas através do sono e dos sonhos. As pessoas que mais sofrem de insónias ou que normalmente não conseguem ter uma noite descansada de sono ou sonhos, são as que mais se irritam no seu dia-a-dia e as que menos produzem no seu local de trabalho e no seu próprio dia-a-dia. E que padecem também de uma maior desatenção e cometem mais erros durante os seus dias e no seu trabalho.

Quanto aos animais, observa-se que os animais que não sonham ou que deixam de sonhar, normalmente vêm a morrer nesse seguimento, padecendo de infecções imonulógicas graves. O mesmo pode acontecer com as pessoas que podem padecer de situações neuro-imunológicas.

Assim se mantêm as questões de para que precisamos de dormir e para que servem e o que são os sonhos? E qual o seu impacto na sociedade?

(Texto escrito e revisto pelo repórter Observer)

Sempre atento:

Observer!

Anúncios
Categorias:Geral

Mais uma descoberta calculada de que existem milhares de milhões de planetas que podem ter vida

Cientistas que estavam numa procura por estrelas do tipo: Red Dwarf (anãs vermelhas), observaram a possibilidade de existirem cerca de 100 planetas parecidos com a terra a uma distância de “apenas” 30 anos luz.
Calcula-se que cerca de 40% de estrelas Red Dwarf, tenham corpos rochosos e/ou planetas nas suas órbitas. Esses planetas terão que ser semelhantes à terra mas maiores e têm que órbitar a zona habitável. Como a sua densidade é maior e as estrelas mais quentes do que a nossa anã amarela, a possibilidade de terem água é muito grande.
Para além desses cerca de 100 planetas que são apenas os mais próximos da terra, calcula-se que a nossa galáxia poderá albergar sozinha cerca de milhares de milhões dessas super-terras. E como as Red Dwarf são muito comuns também noutras galáxias, o Dr. Xavier Bonfils que liderou a equipa de investigação internacional, afirma que as possibilidades de existirem muitos mais destes planetas é quase infinita.

(Texto escrito e revisto pelo repórter Observer)

Sempre atento:

Observer!

Categorias:Geral

Covardia da policia portuguesa a bater numa mulher ontem durante a greve geral

Mais uma vez os alvos da policia de intervenção rápida e brigadas anti-tumulto portuguesa, mostraram que afinal o país está mergulhado num abismo que tem de tudo menos de democracia.
Todos os cidadão têm o direito de se manifestar em democracia, o que não se verificou ontem dia 22/03/2012. A policia carregou sobre a população no largo do chiado e enquanto subia e descia agrediram várias pessoas inclusivamente uma mulher que nada faz para ser agredida.
A senhora tentou responder em palavras mas foi logo silenciada por outros manifestantes que lhe disseram que “não valia a pena”. Será que eram paisanas inflitrados? Que é o que há mais nestas manifestações!
Não se viram motivos para que a policia tivesse carregado sobre a população nos varios videos amadores já difundidos pela via da internet.

(texto escrito e revisto pelo repórter Observer)

A estes putos da policia, novos e cheios de pica para bater nas pessoas ninguém lhes faz nada. Ora vejam:

Sempre atento:

Observer!

Categorias:Geral

Homem Holandês consegue voar durante 30 segundos por cerca de 100 metros

Março 22, 2012 1 comentário

O jovem holandês, Jarnos Smeets conseguiu no seu segundo vôo a proeza de voar cerca de 100 metros em 30 segundos com as suas asas artificiais.

Valeu o esforço que pode ser seguido no site: http://www.humanbirdwings.net/. O mecanismo que foi inventado por Pascal Martinelli, ajudou o holandês “voador” a elevar-se pelo esforço do seu próprio corpo. É caso para dizer que o início de um novo desporto está lançado. É uma questão de tempo e de algum investimento.

Tal como Dédalo, o jovem bateu as asas em direcção ao sol. É caso para dizer à moda dos piratas: He is the Flying Dutch (o holandês voador)

(Texto escrito e revisto pelo repórter Observer)

Assista ao vídeo em baixo:

Sempre atento:

Observer!

Categorias:Geral

Pineal Gland Our Cosmic Antenna

Março 20, 2012 1 comentário

Por Neil, em The Light Project.
14-4-2006
Em: http://thelightproject.blogspot.pt/2006/04/pineal-gland-our-cosmic-antenna.html

Awakening Beyond Five Senses

“In a distant past our pineal gland used to be our third eye and, even more than an eye: a cosmic receiver and sender of multi-dimensional information. The pineal gland is now a tiny gland in the centre of our brain, connected with all our senses and the rest of our body. Through the other senses it communicates with the outer world in electrical impulses.

“With its spectrum of hormones it regulates our state of consciousness, e.g. waking, sleeping, dreaming, various meditative states including those states in which we may have mystical experiences. The mind and senses are paths for occult energies that work through various psychophysical centers or chakras, among the highest of which is the pineal gland. These centres continue to develop as we evolve towards spirit.

So, while the third eye or pineal gland has certain physiological activities in conjunction with the pituitary gland – together they regulate the rhythms of metabolism and growth – it is also the physical organ of intuition, inspiration, spiritual vision, and divine thought. The pituitary gland is the thought receiver and the pineal gland, often called our true master gland, is the thought transmitter.

“The pineal gland is the very key to the highest and divinest consciousness in man – his omniscient, spiritual and all embracing mind. It is the Single Eye.

“The more light you can store in your body, the higher your vibration will become. The higher your vibration is, the easier it becomes to elevate your surrounding as well as the people around you. Now is the time to reawaken our pineal gland as a cosmic antenna.”

Categorias:Geral

Vídeo da NASA mostra evolução da lua

A NASA celebrou o milésimo dia do Orbitador de Reconhecimento Lunar com a divulgação de um vídeo que mostra a evolução da lua ao longo dos últimos 4,5 mil milhões de anos.
Em comunicado, a NASA explicou que estamos habituados a olhar para a lua e não ver alterações, mas que ao longo dos milhões de anos da sua existência passou por várias mudanças.
As imagens são uma reconstituição virtual da evolução da lua até aos dias de hoje, e prestam homenagem ao orbitador lunar (LRO) no dia em que faz mil dias de existência: «Graças ao LRO da NASA, hoje em dia temos um melhor entendimento da História da Lua.»
O jornal The Telegraph escreve que a missão do LRO, lançado em para o Espaço em 2009, além de ser a recolha de informações detalhadas sobre o ambiente lunar, integra um projeto para expandir a presença humana no sistema solar.

Sempre atento:

Observer!

Categorias:Geral

Greece develops cashless, Euro-free currency in tight economy

Março 19, 2012 1 comentário

 

A determination to ‘move beyond anger to creativity’ is driving a strong barter economy in some places

In recent weeks, Theodoros Mavridis has bought fresh eggs, tsipourou (the local brandy: beware), fruit, olives, olive oil, jam, and soap. He has also had some legal advice, and enjoyed the services of an accountant to help fill in his tax return.

None of it has cost him a euro, because he had previously done a spot of electrical work – repairing a TV, sorting out a dodgy light – for some of the 800-odd members of a fast-growing exchange network in the port town of Volos, midway between Athens and Thessaloniki.

In return for his expert labour, Mavridis received a number of Local Alternative Units (known as tems in Greek) in his online network account. In return for the eggs, olive oil, tax advice and the rest, he transferred tems into other people’s accounts.

“It’s an easier, more direct way of exchanging goods and services,” said Bernhardt Koppold, a German-born homeopathist and acupuncturist in Volos who is an active member of the network. “It’s also a way of showing practical solidarity – of building relationships.”

He had just treated Maria McCarthy, an English teacher who has lived and worked in the town for 20 years. The consultation was her first tem transaction, and she used one of the vouchers available for people who haven’t yet, or can’t, set up an online account.

“I already exchange directly with a couple of families, mainly English teaching for babysitting, and this is a great way to extend that,” said McCarthy. “This is still young, but it’s growing very quickly. Plainly, the more you use it the more useful to you it gets.”

Tems has been up and running for barely 18 months, said Maria Choupis, one of its founder members. Prompted by ever more swingeing salary cuts and tax increases, she reckons there are now around 15 such networks active around Greece, and more planned. “They are as much social structures as economic ones,” she said. “They foster intimacy and mutual support.”

http://www.rawstory.com/rs/wp-content/themes/blognewsv131/ads/RawStory_JS_RightRail_TextOnly.html

The network is currently busy transforming a disused building owned by Volos university into a permanent exchange and barter space. It will host a daily market from next month at which members can meet and exchange without using cash. Several highly successful open-air markets were held throughout last summer, Choupis said, until the weather got too cold.

“They’re quite joyous occasions,” she said. “It’s very liberating, not using money.” At one market, she said, she approached a woman who had come along with three large trays of homemade cakes and was selling them for a unit a cake. “I asked her: ‘Do you think that’s enough? After all, you had the cost of the ingredients, the electricity to cook …’

“She replied: ‘Wait until the market is over’, and at the end she had three different kinds of fruit, two one-litre bottles of olive oil, soaps, beans, a dozen eggs and a whole lot of yoghurt. ‘If I had bought all this at the supermarket,’ she said, ‘it would have cost me a great deal more than what it cost to make these cakes.’”

What rules the system has are designed to ensure the tems continue “to circulate, and work hard as a currency”, said Christos Pappionannou, a mechanical engineer who runs the network’s website using open-source software.

No one may hold more than 1,200 tems in the account “so people don’t start hoarding; once you reach the top limit you have to start using them.”

And no one may owe more than 300, so people “can’t get into debt, and have to start offering something”.

Businesses that are part of the network are allowed to do transactions partly in tems, and partly in euros; most offer a 50/50 part-exchange.

“We recognise that they have their fixed costs, they have to pay a rent and bills in euros,” said Pappionannou. “You could say that their ‘profit’ might be taken in Tems, to be reinvested in the network.”

Choupis said she thought the network would have grown even faster that it has if people were not so “frozen, in a state of fear. It’s like they’ve been hit over the head with a brick; they’re dizzy. And they’re cautious; they’re still thinking: ‘I need euros, how am I going to pay my bills?’ But as soon as people see how much they can do without money, they’re convinced.”

The Greek parliament recently passed a law encouraging “alternative forms of entrepreneurship and local development”, including exchange networks such as Volos’s, giving them official non-profit status for tax purposes.

Choupis said there was a new mood abroad in Greece, a determination to “move beyond anger to creativity”.

“You are not poor when you have no money,” she said, “you are poor when you have nothing to offer – except for the elderly and the sick, to whom we should all be offering.”

Sempre atento:

Observer!

Categorias:Geral