Arquivo

Archive for the ‘CERN’ Category

Nova descoberta científica: Metal raro que armazena calor do sol faz a “bateria solar recarregável” possível

Dezembro 1, 2010 1 comentário

Scientists have discovered how a rare metal is able to absorb sunlight and store it as pure heat until it is needed.

The breakthrough paves the way for the next generation of solar power devices that are able to harness energy and heat collected from the sun and store it indefinitely.

Researchers at the Massachusetts Institute of Technology say it could be used to create a ‘rechargeable heat battery’ that could be used to heat a home.

A crystal of ruthenium, which is used to create the fulvalene diruthenium moleculesA crystal of ruthenium, which is used to create the fulvalene diruthenium molecules 

The remarkable material is known as fulvalene diruthenium. When a molecule of the substance absorbs sunlight it changes shape into a semi-stable, but perfectly safe, state.

It can stay like this indefinitely until combined with a catalyst when it will snap back to its original form releasing a huge amount of heat. This heat could then be used to heat a home.

Most solar power device used today convert energy from the sun into electricity or heat but do not store the energy that is not used.

When the heat is released, fuel made from fulvalene diruthenium is capable of becoming as hot as 200C.

This is known as the thermo-chemical approach, and would be far more effective than conventional solar-thermal systems which need insulation and which gradually let the heat leak away

Ruthenium is a metal, related to platinum, which is rare and so extremely expensive

Ruthenium is a metal, related to platinum, which is rare and so extremely expensive

Jeffrey Grossman, lead author on the study, said: ‘It takes many of the advantages of solar-thermal energy, but stores the heat in the form of a fuel. It’s reversible, and it’s stable over a long term.

‘You can use it where you want, on demand. You could put the fuel in the sun, charge it up, then use the heat, and place the same fuel back in the sun to recharge.’

The main obstacle to the new technology is the relative rarity of fulvalene diruthenium, making it extremely expensive to use.

Fulvalene diruthenium comes from ruthenium, which is a rare, expensive hard white metal element of the platinum group.

Only about twelve tons of ruthenium are mined each year. It is also a byproduct of nuclear fission but the process to create it is extremely expensive.

However scientists believe that now they understand how it works, other cheaper materials with similar properties will be found.

Fonte:http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-1334369/The-liquid-metal-make-rechargeable-solar-battery-store-heat-sun.html

Anúncios

A História que nos escondem

Agosto 14, 2010 6 comentários

Ao longo dos milénios, séculos, décadas e anos da História do Mundo sempre existiram várias versões da História Real que tem sido adulterada e manipulada ao longo dos tempos conforme os interesses das elites, Religiosas, Espirituais, Esotéricas e Políticas, (institucionais ou não-institucionais), com o propósito de nos afastar da nossa matriz. A História contada é bem diferente daquela que aconteceu na realidade, perdurando para as gerações seguintes uma realidade falseada, sendo a falsificação da história cada vez maior à medida que os tempos iam avançando.

Porém, a grande infelicidade de quem adulterou e manipulou a História conforme os seus interesses, é que toda a verdade vem sempre ao de cima, mais cedo ou mais tarde, e quanto mais tarde for, toda a verdade surgirá de uma só vez, como a máxima do “Filósofo” Cristiano Ronaldo, “…como o ketchup!”.

Todavia sempre houve e ainda há quem resista e não se resigne com a adulteração da história da nossa humanidade, os seguidores das teorias de Madame Blavatsky, segundo a sua Doutrina Secreta passaram a acreditar e a divulgar uma versão diferente da História do Mundo. Os seguidores de Blavatsky defendem que a raça humana tem e está a passar por sete estágios pré-evolutivos, encontrando-nos no quinto estágio/raça-raiz, a raça Ária ou Ariana, à qual antecederam, 4ºRaça-raiz: a Atlântida, 3ºRaça-raiz: Lemúria, 2ºRaça-raiz: Hiperbórea e 1ºRaça-rai Protoplasmáticas. Conforme explicaremos em “posts” futuros.

Cada Raça-Raiz, tem sete sub-raças, das quais as duas primeiras são fisicamente não-manifestadas e as restantes 5 fisica mete manifestadas, sendo que cada raça-raiz corresponde a uma passa do nosso Planeta Terra, logo o nosso planeta Terra tem 7 vidas (como os gatos) e vai na sua 5º vida. Quando chegar ao fim do seu ciclo, ou seja, o fim da 7 raça-raiz, o Planeta Terra, das duas, uma, ou será um Planeta Morto tal e qual como a nossa Lua, chamada Selene, ou então transmutar-se-á “energeticamente” e transformar-se-á numa Estrela como o Sol.

Então assim e só assim é que poderá acabar ou elevar a vida da e na Terra…

Ler mais…

Revelações de um cientista do CERN

Janeiro 1, 2010 1 comentário

Por Projecto GRIFO
Originalmente publicado em:
http://www.grifo.com.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=286&Itemid=1

Artigo do jornal francês “Le journal de Michel Dogna”, Nr. 75, Outubro de 2009.

Se pensam que o desmesurado programa de vacinação contra a Gripe A não passa de uma maneira de ganhar dinheiro, estão enganados. Se pensam que foi inventado para a extinção de parte da Humanidade, terão parcialmente acertado. Mas isso é secundário. O motivo principal ultrapassa isso de longe, e já vão ver porquê. Vou revelar-lhes a verdade, segundo a conheço, e que também diz respeito ao plano de vacinação maciça. Ler mais…

Categorias:CERN, Geral, New World Order

Não há bruxas, mas que eu acredito nelas, acredito

Dezembro 3, 2009 17 comentários

O gigantesco acelerador de particulas do CERN continua a dar problemas atrás de problemas e ainda não conseguiu ser ligado à séria vez nenhuma.

Tem acontecido de tudo ao LHC (Large Hadron Collider), desde falhas de energia até pássaros que deixam caír baguetes de pão em locais estrategicamente sensíveis.

Dois cientistas europeus, que nas suas carreiras contam com menções para o Nobel, já vieram avisar que todos estes falhanços podem ser uma sabotagem do futuro para que não se realizem as experiências que ao acelerador estão destinadas. Dizem eles que estas experiências podem ter algum efeito perverso no Universo e que por isso estão a ser impedidas. (link do NY Times aqui) Ler mais…