Archive

Archive for the ‘Evolução’ Category

A Glândula de Pineal

Fevereiro 9, 2011 1 comentário

Novos conceitos e avanços nas pesquisas. Dr. Sérgio Felipe de Oliveira:

Life After Life – Raymond Moody

Fevereiro 7, 2011 Deixe um comentário

Sugiro o visionamento atento e imprescindível deste documentários suavemente romantizado mas baseado em factos reais que nos explica conceitos básicos dos quais receamos e que por algum motivo, muitas vezes, nem queremos saber! A isto se chama, fugir de nós próprios!

Este filme leva-nos a sentir e reflectir sobre as razões para a efemeridade e fugacidade da Vida no Mundo Físico, abordando os motivos pelos quais temos esta curta passagem por esta supra-considerada realidade e que rumos há a escolher para além da morte física.

Assim, o realizador divulga relatos de “experiências de quase morte” de todo o tipo de pessoas sem discriminação de natureza alguma, entrevista crentes, cépticos e indecisos. Todos à sua maneira tocam em pontos chaves comuns. O que me leva a crer que há vida para além da morte e que nada há a temer por este acontecimento natural da nossa vida, que marca o fim de um ciclo e inicio de outra etapa da nossa evolução.

http://video.google.com/videoplay?docid=8159299309648507350# (versão original)

Este filme também ilustra o peso destas “experiências de quase morte” no quotidiano de quem as viveu, mostrando quais as consequências e mudanças benéficas construtivas… Em suma, vejam e deliciar-se-ão!

Versão legendada em português divida em 6 partes no Youtube:

Fernão Capelo Gaivota

Dezembro 28, 2010 Deixe um comentário

Este filme, que se pode ver em 10 partes no youtube, é uma analogia entre o Homem e a Gaivota cujo sentido é mostrar as dificuldades de superação dos limites, o encontro com a liberdade verdadeira e a espiritualidade, pautadas no amor e na compreensão nos outros. Inicialmente aparenta ser um filme vulgar como muitos outros, com quotidianos banais, todavia com o seu desenrolar as mensagens ilustram bem as vicissitudes impostas pelo sistema vigente e os esforços físico, psíquicos e mentais sobre-humanos necessários para se rumar contra esta maré que visa impedir a nossa Iluminação.

Athenas, Grécia

Dezembro 17, 2010 Deixe um comentário

A Interpretação Gnóstica do Xadrez

Dezembro 9, 2010 6 comentários
O Jogo da Vida vulgarmente conhecido como Xadrez, é o Jogo que representa simbolicamente a Vida em si, o percurso de cada um em cujo objectivo é ascender, transmutar, como em alquimia, as energias e eliminar os nossos egos, limpando o nosso transfundo para de Seres Lunares (o que somos) ascendermos a Seres Solares (o que pretendemos ser). Porém a vida é um tabuleiro de xadrez, no qual cada um dos nossos actos é uma jogada. Se as nossas jogadas forem boas, inteligentes e oportunas o resultado será o êxito, saúde e longevidade. Se pelo contrário as nossas jogadas forem feitas de má-fé, egoístas e inoportunas, o resultado será o fracasso, a enfermidade e a morte.
  • O Tabuleiro: É o jogo da Vida e nunca sabemos quando jogamos a última partida. O Tabuleiro é um quadrado perfeito com 8 casas em cada um dos quatro lados. Representam as 8 Dimensões Cósmicas e as 8 realidade alternativas.
  • Os Quadrados Pretos e Brancos: Símbolo maçónico que representa o dualismo cósmico da terceira dimensão, representando o Yin e o Yang, a Roda do Samsara ou Roda da Vida, as forças evolutivas e involutivas que por vezes nos energizam, as casas pretas dão-nos força negra e as casas brancas, força branca, representando o positivo e negativo, o equilíbrio em tudo.
  • Os Peões. Indicam as 8 Virtudes de Kundalini e que as devemos conquistar para podermos ser aceites por Devi Kundalini. Os Peões Representam as Massas Populacionais, o Povo.
  • Rei e a Rainha. Simbolizam o Homem e a Mulher, o género masculino e feminino que trabalham para a Grande Obra Divina da Vida, porém daqui surgem relações karmicas punitivas e/ou auxiliantes.
  • Os Bispos, os Cavalos e as Torres representam as Ordens/Sociedades Secretas:
  1. Os Bispos são a Lança e a Gadanha, simbolizando desta maneira a Mãe Divina fabricante de Corpos e desintegradora de Egos. Representam as Ordens Religiosas
  2. Os Cavalos: são a força que se vai adquirindo através do trabalho com a energia sexual transmutada, simboliza também a Inteligência, a Ousadia e a Astucia. Representam as Ordens Laborais, Militares e Bélicas.
  3. As Torres são a manifestação do Corpo Astral (dos Desejos)  e o Mundo Mental (da Racionalização). Representam as Ordens Políticas do Poder.

Se analisamos numericamente a quantidade de casas num tabuleiro, encontraremos 64 casas (6+4=10), que para efeitos cabalísticos, dá-nos um total de 10, o qual representa a Lei da Recorrência, a Repetição, a Retribuição, a Roda do Samsara, as forças evolutivas.  (Lei do Dharma+Lei do Karma = 5+5=10)

A quantidade de casas brancas é 32 (3 + 2 = 5), a lei do Dharma. Em linguagem mística da luz, quando nos iniciamos, quer no Jogo quer na Vida, existem forças brancas que nos dão as boas vindas, ou seja, quando nascemos somos “peões” com energia branca que nos indica o caminho da evolução. Porém como nada na Natureza é exacto, chega o momento em que somos postos à prova e somos confrontados com o sucesso/fracasso e mediante as nossas acções receberemos em conformidade as reacções que caracterizam a Lei do Karma e Dharma e ou nos fazem cair nas garras das forças involutivas e perdemos o jogo, ou por outro lado nas forças evolutivas e ganhamos o jogo ou ainda por seu lado nenhuma delas e empatamos permanecendo no mesmo Estado Evolutivo (caracterização da Roda do Samsara). A quantidade de casas pretas é de 32 (3 + 2 = 5), a Lei do Karma, que na linguagem mística das trevas é a decadência, a disfunção e a morte.

Todavia o bem e o mal não existem. Uma coisa é boa quando nos convém e má quando, igualmente por interesse, não nos convém. Na verdade o Ser Humano é um animal de interesses. O bem e o mal são uma questão de conveniências caprichosas do Corpo Mental. O homem que inventou as fatídicas terminologias do Bem e do Mal foi um atlante chamado “Makari Kronverzyon”, distinto membro da sociedade científica “Akaldan”, situada no continente perdido. Este velho sábio jamais suspeitou do grave dano que causaria à humanidade ao inventar esta duas terminologias antagónicas/facções.

Ler mais…

Nova descoberta científica: Metal raro que armazena calor do sol faz a “bateria solar recarregável” possível

Dezembro 1, 2010 1 comentário

Scientists have discovered how a rare metal is able to absorb sunlight and store it as pure heat until it is needed.

The breakthrough paves the way for the next generation of solar power devices that are able to harness energy and heat collected from the sun and store it indefinitely.

Researchers at the Massachusetts Institute of Technology say it could be used to create a ‘rechargeable heat battery’ that could be used to heat a home.

A crystal of ruthenium, which is used to create the fulvalene diruthenium moleculesA crystal of ruthenium, which is used to create the fulvalene diruthenium molecules 

The remarkable material is known as fulvalene diruthenium. When a molecule of the substance absorbs sunlight it changes shape into a semi-stable, but perfectly safe, state.

It can stay like this indefinitely until combined with a catalyst when it will snap back to its original form releasing a huge amount of heat. This heat could then be used to heat a home.

Most solar power device used today convert energy from the sun into electricity or heat but do not store the energy that is not used.

When the heat is released, fuel made from fulvalene diruthenium is capable of becoming as hot as 200C.

This is known as the thermo-chemical approach, and would be far more effective than conventional solar-thermal systems which need insulation and which gradually let the heat leak away

Ruthenium is a metal, related to platinum, which is rare and so extremely expensive

Ruthenium is a metal, related to platinum, which is rare and so extremely expensive

Jeffrey Grossman, lead author on the study, said: ‘It takes many of the advantages of solar-thermal energy, but stores the heat in the form of a fuel. It’s reversible, and it’s stable over a long term.

‘You can use it where you want, on demand. You could put the fuel in the sun, charge it up, then use the heat, and place the same fuel back in the sun to recharge.’

The main obstacle to the new technology is the relative rarity of fulvalene diruthenium, making it extremely expensive to use.

Fulvalene diruthenium comes from ruthenium, which is a rare, expensive hard white metal element of the platinum group.

Only about twelve tons of ruthenium are mined each year. It is also a byproduct of nuclear fission but the process to create it is extremely expensive.

However scientists believe that now they understand how it works, other cheaper materials with similar properties will be found.

Fonte:http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-1334369/The-liquid-metal-make-rechargeable-solar-battery-store-heat-sun.html

O Dualismo Filosófico de Anael e Lilith

Abril 29, 2010 3 comentários

No precioso livreto Tratado Esotérico de Teurgia*, escrito pelo Venerável Mestre Samael Aun Weor, temos explicações detalhadas do Dualismo Filosófico dos grandes anjos e dos demónios. Um desses dualismos trata-se do luminoso Anjo do Amor, Anael, e do terrível demónio da luxúria, Lilith. Leiamos as palavras de Samael sobre suas experiências astrais com essas duas entidades:

O sendeiro da Alta Teurgia permite o estudo dos grandes Mistérios da vida e da morte. No entanto, é preciso aprender a sair conscientemente em corpo astral. Os que ainda não possuem esta faculdade, devem adquiri-la. Faz-se necessário um treinamento diário e rigoroso para se conseguir esta faculdade. Quando voltamos ao corpo, despertamos na cama. Muitos estudantes cometem o erro de se movimentarem na cama no momento preciso do despertar. Com tais movimentos, agita-se o corpo astral e perdem-se as recordações.

Ler mais…